Documento acusa Alckmin de criar “falsa impressão” ao tentar atenuar desabastecimento de água

Alckmin_Cantareira01

Consórcio de cidades da região da Cantareira critica falta de planejamento e de investimento em sustentabilidade do fornecimento de água na região metropolitana de São Paulo.

Rodrigo Gomes, RBA

Legenda: O grupo acusa que a redução do fornecimento de água da Cantareira começou tarde demais.

O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ), formado por 73 municípios e empresas da região abrangida pelo sistema Cantareira, divulgou na tarde de hoje (10) uma nota criticando o governo de Geraldo Alckmin (PSDB) e a Sabesp por darem “a falsa impressão que a região metropolitana de São Paulo (RMSP) está totalmente protegida e que possui um sistema interligado, de vários reservatórios, que garante seu abastecimento (de água) em qualquer situação”.

Para o grupo, essa perspectiva incorreta surgiu da divulgação de que o sistema Cantareira é formado por um grupo de represas, e não por apenas um reservatório. “Tais reservatórios existem, mas são insuficientes para garantir o abastecimento da Grande São Paulo, principalmente em período de estiagem. Existe, sim, a necessidade de a região metropolitana encontrar outras fontes de abastecimento.”

O Consórcio PCJ foi fundado em 1989, como entidade técnica independente, para planejar e fomentar políticas de sustentabilidade no uso da água.

O grupo destacou que, mesmo sendo conhecido que o sistema de represas da Cantareira não tinha condições de manter o abastecimento, foi mantida a retirada normal de águas “durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro de 2014, retirando aproximadamente 31 metros cúbicos por segundo (m³/s), levando os reservatórios a níveis abaixo de 20%, considerados altamente críticos”.

***

Leia também:

Plínio de Arruda Sampaio: “Ponho a mão no fogo pelo Alckmin.”

Choque de gestão: Alckmin tira recursos da segurança e educação

E se faltar água em São Paulo?

Racionamento de água e a sina do PSDB

Luciano Martins Costa: A reportagem que nunca foi escrita

Carlos Neder: Alckmin fez opção pela lógica da violência

Alckmin compromete abastecimento de São Paulo pelos próximos cinco anos

Seca: Procuradores acusam Alckmin de provocar colapso no Sistema Cantareira

Trensalão tucano: Cartel dá R$307 milhões de prejuízo à CPTM e Alckmin se finge de morto

Trensalão tucano: As pegadas recentes do cartel de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin

Trensalão tucano: Novos documentos da Alstom incriminam ainda mais Serra e Alckmin

Trensalão tucano: As pegadas recentes do cartel de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin

A mídia se cala sobre as 27 novas taxas de Geraldo Alckmin

Com invasão da Cracolândia, Alckmin insiste em demonstrar que São Paulo é o túmulo da política

E ele diz que não sabe de nada: Siemens e Alstom financiaram Alckmin e outros tucanos

Por que Alckmin é tão blindado pela “grande mídia”?

O feito extraordinário de Alckmin

Alckmin torra R$87 milhões em propaganda inútil da Sabesp

Trensalão tucano: Delator confirma propina aos amigos de Alckmin

Até o editor de jornal tucano não aguenta mais a corrupção no governo Alckmin

Alckmin não investigou nada sobre o trensalão e pede conclusão rápida das apurações

Os “vândalos” do Metrô: Alckmin acha que pode resolver tudo com a polícia

Alckmin abre arquivos do Dops ao lado de assessor pró-golpe de 64

Novo secretário particular de Alckmin lidera a ultradireita brasileira

O jovem velho que é a cara do PSDB

Ditadura militar: Marcelo Rubens Paiva quer retratação de Alckmin

Endireita, São Paulo: O depoimentos de peessedebista histórico sobre o governo Alckmin

Ditadura militar: Marcelo Rubens Paiva quer retratação de Alckmin

Conheça a biografia de Geraldo Alckmin

Tags: ,

2 Respostas to “Documento acusa Alckmin de criar “falsa impressão” ao tentar atenuar desabastecimento de água”

  1. Documento acusa Alckmin de criar “falsa impressão” ao tentar atenuar desabastecimento de água | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

  2. pintobasto Says:

    Alckmin, é um tremendo estelionato político/social. Parece que é governador do estado, mas não é! Sua função é de pau-mandado dos Opus Dei, sua preocupação maior! Queimou-se como homem público ao ordenar a brutal invasão de Pinheirinhos/S.J.Campos!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: