Venezuela: Pesquisas desmascaram golpistas

Venezuela_Manifestacao31_Cartaz

Pesquisas aponta que 85% dos venezuelanos condenam protestos e só 22% querem saída de Maduro.

Fernando Brito, via Tijolaço

Então, a democracia está ameaçada na Venezuela? Sim, está, pela tentativa de deposição extralegal do presidente eleito há menos de um ano, Nicolas Maduro.

Simplificando: um golpe de Estado.

Não é a minha opinião, é a da maioria dos venezuelanos. Duas pesquisas de opinião – da International Consulting Services e da Hinterlaces – realizadas na semana passada e “escondidas” pela mídia brasileira – só tomei conhecimento delas pelo excelente Opera Mundi – mostram que até 85,4% rejeitam a continuidade dos protestos que há quase um mês a oposição promove em todo o país.

Venezuela_Pesquisa01

Como você vê no gráfico, somente 3,8% dos venezuelanos estão “muito de acordo” com os protestos, um número dez vezes menor que os que estão “muito em desacordo: 37,4%. E entre os que estão apenas “de acordo” a proporção é novamente gritante: 6,5% contra 32,7% que estão em desacordo. Ou um contra cinco venezuelanos. No total, pouco mais de 10% defendem a continuidade dos protestos.

Venezuela_Pesquisa02

Outro instituto, o Hinterlaces, diz que apenas 22% dos venezuelanos apoia a saída de Nicolas Maduro do cargo, enquanto 40% querem uma aliança entre governos e empresários ou oposicionistas. Mais de um terço, porém, querem mesmo é que Maduro entre de sola sobre oposicionistas e empresas que aumentam preços: “mano dura”, escolheram estes.

Mesmo sendo apenas 22% os que querem a derrubada ou a renúncia de Maduro, é preciso considerar que ele venceu por 52% uma eleição polarizada e onde a oposição não quis aceitar os resultados das urnas. Esperado, portanto, que parte disso reflita mais o ressentimento com a derrota de abril passado do que uma condenação à administração do presidente.

Outra coisa: 71%, independentemente de apoiarem ou rejeitarem Maduro não aceita nenhuma solução fora dos caminhos eleitorais: ou nas novas eleições ou pelo mecanismo criado por Chavez na Constituição do País: o referendo revogatório, que pode ser convocado na segunda metade do mandato, por pelo menos 20% dos eleitores do país.

Há muitos outros detalhes, mas o essencial é o que não está sendo mostrado a você, embora os correspondentes dos nossos jornais e televisões tenham tido acesso a estas pesquisas, que já foram publicadas quatro ou cinco dias atrás.

É preciso vender a imagem de que “as ruas” querem a saída do presidente livremente eleito. E dar, assim, cobertura “democrática” ao golpismo.

***

Leia também:

Breno Altman: Brasil afasta fantasma da submissão na OEA

Dilma dribla golpistas e afasta OEA da crise venezuelana

Mauro Santayana: o ninho da serpente

O truque o Valor para bater na Venezuela

Quando Hugo Chavez morreu

FHC quer ser o guru de todos os golpes

Analista alemã confirma: EUA manipulam “protestos” em todo mundo

Estudantes nas ruas apoiam a direita na Venezuela

Pedro Barros: “Mídia traz uma Venezuela caricata, completamente deslocada da realidade.”

Por que a Globo é contra o governo venezuelano

Quem está por trás dos protesto na Venezuela?

Passo a passo: O plano da Usaid para acabar com o governo de Hugo Chavez

A 3ª Guerra Mundial acontece na mídia e nas redes sociais

Os jovens, o Brasil e a Ucrânia

Mauro Santayana: A arquitetura da balcanização

A Venezuela e a força das redes sociais

Uma aula de Venezuela e uma dura na Globo, em plena Globo

Quem são os jovens venezuelanos?

Breno Altman: Hora de dizer a verdade para Clóvis Rossi

Como se constrói a encenação de “protestos” antigoverno na Venezuela

Venezuela: A guerra da (des)informação

EUA comandam protestos contra Nicolas Maduro

Venezuela e Brasil não podem retroceder

O coxinha Leopoldo Lopez, pau-mandado do EUA, quer dar golpe na Venezuela

O que querem os EUA numa Venezuela em transe?

Atos na Venezuela são manipulados com fotos falsas

Venezuela: Povo marcha pela paz; opositores pela violência

50 verdades sobre Hugo Chavez

50 verdades sobre Henrique Capriles

Hugo Chavez, presente!

Nasce Hugo Chavez, o mito

Hugo Rafael Chavez Frias (Sabaneta, 28/7/2954 – Caracas, 5/3/2013

Hugo Chavez: Morte produzida em laboratório

A hora e a vez de Hugo Chavez

“Viva Hugo Chavez! Viva para sempre.”

Atílio Borón: ¡Gloria al bravo Chavez! ¡Hasta la victoria, siempre, comandante!

Lula divulga vídeo falando de sua convivência com Hugo Chavez

Chavez fez a Venezuela deixar de ser um quintal dos EUA

Por que a Globo é contra os venezuelanos

Enterro de Chavez: A multidão vermelha faz história

Opositores de Chavez fogem de comparações, igual FHC foge de comparar seu governo ao de Lula

A morte de Chavez e o ódio do senador Aloysio

Lula no NYT sobre Chavez: “Se a figura pública morre sem deixar ideais, o legado chega ao fim.”

O povo idolatra Chavez e Veja vê herança maldita

Mauricio Dias: Água mole em pedra dura…

Em Washington, pobres viviam com ajuda da Venezuela

Morte de Chavez: “Época” e “Veja” entre facciosismo e demonização

Hugo Chavez foi assassinado?

WikiLeaks: O plano da Usaid para acabar com o governo de Chavez

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Venezuela: Pesquisas desmascaram golpistas”

  1. Venezuela: Pesquisas desmascaram golpistas | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: