E se faltar água em São Paulo?

Alckmin_Outros01

Via Brasil 247

Assim como a oposição à presidente Dilma Rousseff aposta na hipótese de racionamento de energia para tirar pontos dela nas pesquisas de intenção de votos, os adversários do governador Geraldo Alckmin em São Paulo não têm motivos políticos para desejar que a atual estiagem passe e afaste o risco de racionamento de água no maior Estado da Federação.

Há um consenso em torno da ideia de que a interrupção do abastecimento normal de água em São Paulo atingirá o prestígio de Alckmin, até aqui o favorito para vencer as eleições de outubro ao Palácio dos Bandeirantes. Candidato à reeleição, ele seria acusado de falta de planejamento.

Sem terem criado grandes fatos políticos até aqui, os pré-candidatos Paulo Skaf, do PMDB, Gilberto Kassab, do PSD, e Alexandre Padilha, do PT, também ainda não encaixaram um discurso oposicionista que faça efeito na queda de intenções de voto do governador. A seca nas torneiras viria a calhar.

O próprio Alckmin parece reconhecer esse risco, tanto que vai sustentando uma posição tecnicamente cada vez mais difícil. Contrário ao racionamento como forma de compensar o rebaixamento a níveis históricos nos reservatórios do sistema Cantareira, Alckmin acredita que as medidas de incentivo à economia de água entre a população vêm dando resultado.

– O incentivo nas contas de água tem dados os resultados esperados, disse o governador em entrevista na sexta-feira, dia 7. Ele vai continuar apostando no bônus econômicos e nas campanhas educativas contra o desperdício para evitar tomar a medida considerada mais dura.

A previsão de técnicos de que São Paulo chegaria ao final do Carnaval no limite de sua capacidade de abastecimento de água se confirmou. Sem a chegada de chuvas previstas para o período, o sistema Cantareira desceu na quinta-feira, dia 6 a seu nível histórico mais baixo, de 16%.

– Racionar água é uma decisão que vai ter de ser tomada agora em março, não dá para adiar mais, diz o presidente executivo do Instituto Trata Brasil, Edson Carlos. “Já há pequenos cortes de abastecimento em cidades como Itu e Sorocaba, e a tendência é que isso se amplie”.

Ninguém parece ter melhores motivos políticos do que Alckmin para pedir a São Pedro.

***

Leia também:

Racionamento de água e a sina do PSDB

Luciano Martins Costa: A reportagem que nunca foi escrita

Carlos Neder: Alckmin fez opção pela lógica da violência

Alckmin compromete abastecimento de São Paulo pelos próximos cinco anos

Seca: Procuradores acusam Alckmin de provocar colapso no Sistema Cantareira

Trensalão tucano: Cartel dá R$307 milhões de prejuízo à CPTM e Alckmin se finge de morto

Trensalão tucano: As pegadas recentes do cartel de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin

Trensalão tucano: Novos documentos da Alstom incriminam ainda mais Serra e Alckmin

Trensalão tucano: As pegadas recentes do cartel de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin

A mídia se cala sobre as 27 novas taxas de Geraldo Alckmin

Com invasão da Cracolândia, Alckmin insiste em demonstrar que São Paulo é o túmulo da política

E ele diz que não sabe de nada: Siemens e Alstom financiaram Alckmin e outros tucanos

Por que Alckmin é tão blindado pela “grande mídia”?

O feito extraordinário de Alckmin

Alckmin torra R$87 milhões em propaganda inútil da Sabesp

Trensalão tucano: Delator confirma propina aos amigos de Alckmin

Até o editor de jornal tucano não aguenta mais a corrupção no governo Alckmin

Alckmin não investigou nada sobre o trensalão e pede conclusão rápida das apurações

Os “vândalos” do Metrô: Alckmin acha que pode resolver tudo com a polícia

Alckmin abre arquivos do Dops ao lado de assessor pró-golpe de 64

Novo secretário particular de Alckmin lidera a ultradireita brasileira

O jovem velho que é a cara do PSDB

Ditadura militar: Marcelo Rubens Paiva quer retratação de Alckmin

Endireita, São Paulo: O depoimentos de peessedebista histórico sobre o governo Alckmin

Ditadura militar: Marcelo Rubens Paiva quer retratação de Alckmin

Conheça a biografia de Geraldo Alckmin

Tags: , , ,

2 Respostas to “E se faltar água em São Paulo?”

  1. nilo walter Says:

    Tomar banho no Tietê . Alckmin e sua turma na dianteira .

  2. E se faltar água em São Paulo? | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: