Governo responde editorial do Financial Times sobre economia brasileira

Financial_Times05

Paulo Victor Chagas, via Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Thomas Traumann, respondeu ao editorial do jornal britânico Financial Times que afirmou que a economia brasileira está “mais ou menos”, termo usado inclusive no título do editorial. O ministro da Secom enviou uma carta ao editor do periódico.

Na carta, Traumann se disse intrigado com os critérios que o jornal utilizou para classificar os países. Segundo o ministro, novas categorias de análise sobre o mercado requerem critérios sólidos e comprovados, sob o risco de haver “análises mais ou menos”.

Para o ministro, se os critérios do jornal fossem levados em conta, a maioria das economias mundiais poderia ser rebaixada para “mais ou menos” e o jornal “se sentiria eticamente inclinado a sugerir a economias amigáveis mudanças em suas equipes de administração, a fim de reduzir tanto as suas vulnerabilidades e aumentar a sua credibilidade”.

Apesar de reconhecer que o jornal contextualizou corretamente o “agravamento do ambiente global”, o ministro disse que o Brasil tem aliado, ao longo dos últimos dez anos, “crescimento da inclusão social e estabilidade econômica dentro da conjuntura de pluralismo democrático e liberdade empreendedora”, acrescentando que não há características de país vulnerável.

Traumann cita ainda os números da economia nacional em 2013, ano que fechou com crescimento de 2,3% do Produto Interno Bruto (PIB), inflação abaixo de 6%, taxa de desemprego de 5,4% e reservas internacionais de US$376 bilhões.

***

Leia também:

Quem deveria cair: Mantega ou seu colega inglês?

Brasil é um dos países que mais cresceu no mundo em 2013, superando EUA e Japãp

Luciano Martins Costa: O inexorável peso dos fatos

Em 2013, brasileiros sonegaram R$415 bilhões em impostos

Desigualdade social: 124 pessoas concentram 12,3% do PIB brasileiro

Sonegação dos ricos é 25 vezes maior que corrupção nos países em desenvolvimento

Sonegômetro vai calcular quanto o país deixa de arrecadar com sonegação de impostos

O PIG se cala: A importância didática do sonegômetro

Sonegação no país alcança a marca de R$415 bilhões no ano

Sonegação de imposto em São Paulo chega a R$132 bilhões por ano

Ricos brasileiros têm 4ª maior fortuna do mundo em paraísos fiscais

Saiba como os ricos evitam impostos

Empresários brasileiros sonegam 10% do PIB

Sonegação no Brasil é 20 vezes maior que gasto com Bolsa Família

Ali Kamel processa blogueiro que denunciou sonegação de impostos da Globo

Estarrecedor: Por sonegação, Receita Federal notificou a Globo 776 vezes em dois anos

Rede Globo sonega milhões de reais em impostos

Áecio Neves é denunciado por ocultar patrimônio e sonegar imposto

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Governo responde editorial do Financial Times sobre economia brasileira”

  1. Governo responde editorial do Financial Times sobre economia brasileira | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: