Gilson Caroni Filho: Os jovens, o Brasil e a Ucrânia

Black_Bloc30

O povo pode tudo?

Gilson Caroni Filho em sua página do Facebook

Ao ler que o presidente ucraniano foi deposto, um jovem escreveu em sua página: “O povo pode tudo”. Talvez ele não saiba que o que aconteceu na Ucrânia foi um golpe de Estado, contando com milícias fascistas, extremistas chechenos e patrocínio aberto dos EUA para isolar a Rússia.

Tenho lido análises corretíssimas de quadros políticos do PSOL, do PSTU, do PCB, além de outras siglas de pequena base política, sobre o golpe que está em andamento na Venezuela. Estão certíssimos ao dizer que as manifestações nas ruas são golpistas. E são precisos ao assinalar o papel da mídia privada venezuelana na arquitetura desse retrocesso.

O interessante é que fingem ignorar o que ocorre no Brasil. Aqui, Black Blocs são vistos como tática de um grupo da juventude que vive “uma crise de representação”. Os que vão à rua para gritar “não vai ter Copa” apenas expressam sua insatisfação com emprego de verbas públicas que poderiam ir para ensino e educação. Seria fácil desmontar essa falácia, mas não o fazem. Por que? Será que não perceberam que o alvo das articulações estadunidenses não é apenas o governo Maduro, mas a América Latina?

Será que não aprenderam porra nenhuma com 1964? Será que não veem as barbaridades cometidas no julgamento da Ação Penal 470 por um STF tocando a música da grande imprensa? Inocência, esquizofrenia política ou oportunismo? Alguém precisa pegar a capa de O Globo, de cinco décadas atrás, e recortar a foto de página inteira com milhares de pessoas que participaram da triste “Marcha da Família com Deus e pela Liberdade”.

Em seguida, selecionar as fotos que o mesmo jornal vem publicando de presos e torturados à época, num regime totalmente apoiado pelas famílias que controlam a grande imprensa no Brasil. Feito isso, esfregar na cara do jovem extasiado com as imagens que são transmitidas da Ucrânia, e perguntar: “O povo pode tudo, seu babaca?” Vamos fazer isso? Ou a indignação de vocês só existe quando a vítima é o Eduardo Freixo?

Minha paciência começa a se esgotar. Se você não gostou do que está escrito, não venha com comentários agressivos. Nunca me manifestei nas barbaridades que você escreve. Deleto sem qualquer problema.

Tags: , ,

3 Respostas to “Gilson Caroni Filho: Os jovens, o Brasil e a Ucrânia”

  1. Gilson Caroni Filho: Os jovens, o Brasil e a Ucrânia | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

  2. pintobasto Says:

    Os black blocs daqui são do mesmo quilate dos ucranianos e venezuelanos que se vendem por um pão com salsicha e 50 Reais quantas vezes em nota falsificada. Temos também a turma dos bundões que não fazem manifestações, mas causam grandes estragos na administração pública e na economia como os Sarney dirigindo enorme bando de laranjas, dos quais se destacam Edison Lobão à frente do ministério de minas e energia e Michel Temer na vice presidência da república. Mas são muito mais pilantras infiltrados na administração pública! Gilmar Mendes banca uma de ministro do STF, mas parelha com bandidos de alta periculosidade do calibre de Daniel Dantas e Joaquim Barbosa que permaneceu por longa data nos EUA e de lá veio com instruções para criar um golpe de estado à la Honduras no Brasil! São os Bundões da América! Só fazem cagadas por aqui e depois fogem para os states. pensando que os yankees gostam de traidores! Continuarão sendo traidores e na mínima indiscrição, morrem do coração ou over dose de cocaína e ninguém sabia que se drogavam, safados!
    D.Dilma está muito mal assessorada em questões de segurança pública e nacional. Já deveria ter criado um serviço secreto que a ajudaria a governar com mais segurança, combatendo todos que se propõem a boicotar as ações do governo!
    Já deveria ter manifestado seu apoio ao governo venezuelano de Nicolas Maduro, mostrando aos EUA que o cone sul está unido.

  3. Therezinha Fini Says:

    Me sinto exatamente assim!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: