Black Blocs: Quem é a face por trás das máscaras?

Black_Bloc18_Assassinos

Fábio Raposo e Caio da Silva Souza

Fernando Brito, via Tijolaço

A declaração do advogado dos dois acusados – e confessos – disparadores do rojão que matou o cinegrafista Santiago Andrade são por demais graves para que fiquem apenas no campo das especulações.

Se é verdade, e não simples manobra diversionista, que aqueles dois jovens estavam recebendo R$150,00 por manifestação, isso significa que há gente de poder econômico nesta história, embora seja claro que não se pode dizer que todos recebiam uma “blocada” para fazerem arruaças nas manifestações.

O fato é que tem gente com dinheiro e interesse político nisso, seja do lado da defesa dos acusados, seja financiando manifestações ou – o burro aqui é velho – de ambos os lados.

O fato é que se tem de procurar, agora, as indicações materiais destes fatos narrados pelo advogado. Comprar fogos ou alugar ônibus deixa rastros que podem ser seguidos e identificados.

Os dois guris, embora com culpa indiscutível no homicídio (até porque ninguém confessa um homicídio assim, espontaneamente), do ponto de vista da organização do conflito são evidentemente insuficientes.

Se foram explorados politicamente nas manifestações ou agora (ou ambas as coisas, repito) é que estão sendo, é dúvida que não pode permanecer.

É hora de parar com estas sandices de criar uma lei “antiterrorismo”, porque temos aqui leis suficientes para, se a polícia quiser fazer algo além de dar bordoadas – e a investigação, neste caso, finalmente, parece estar sendo séria, pela Polícia Civil – enquadrar quem esteja formando e financiando isso. Mas isso não pode parar nos dois rapazes, que foram os agentes do crime.

Seus mentores e organizadores não usam bermudas. Talvez usem até paletó e gravata.

***

Leia também:

A DR entre o PSOL e Black Blocs ou a cara de pau de Raphael Tsavkko

Gilson Caroni Filho: A definição mais clara do Black Blocs

Coxinhas e “grande mídia” conseguiram: Black Blocs têm seu primeiro cadáver. E agora?

Black Blocs afirmam que são financiados por ONGs nacionais e estrangeiras

Tags: , , ,

2 Respostas to “Black Blocs: Quem é a face por trás das máscaras?”

  1. Black Blocs: Quem é a face por trás das máscaras? | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

  2. pintobasto Says:

    Estes pobres idiotas vão pagar o pato, mas tem gente “finíssima” por trás deles que incita ao vandalismo! O interesse maior é tornar a candidatura de Dilma Roussef à reeleição num fracasso. O negócio é caçar todos os mascarados em manifestações, investigar os estragos que fizeram e condená-los.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: