Dilma e o porto em Cuba: A diferença entre jornalismo e discurso panfletário

Rachel_Sheherazade02A

Rodrigo Vianna em seu blog

O Porto de Mariel, construído em Cuba em parceria com o Brasil, gerou polêmica nos últimos dias. O BNDES investiu US$802 milhões no porto. Mais US$290 milhões serão destinados para a zona especial de desenvolvimento de Mariel.

A comentarista Rachel Sheherazade, apresentadora e comentarista do Jornal do SBT, fez duras críticas aos investimentos do governo. Jornalista brilhante, especialista em todos os assuntos, fez um comentário duro: “Parece que está sobrando dinheiro no Brasil, porque não tem limite a generosidade do governo com os estrangeiros”.

No final do comentário, a especialista em comércio internacional pergunta: “Por que financiar um porto em Cuba quando os nossos portos estão sucateados e abandonados?”

Heródoto Barbeiro, apresentador do Jornal da Record News, mais humilde, abriu mão de fazer comentários conclusivos e convidou para o programa um diretor da Fiesp, Thomaz Zanotto, para saber a opinião dos industriais.

Apesar de não serem tão sábios como a comentarista do SBT, os industriais têm interesses econômicos concretos e podem tecer avaliações sobre o assunto… O diretor da Fiesp destacou que o porto foi construído por empresas brasileiras, que forneceram também 80% dos materiais e equipamentos envolvidos na obra.

“Existe um interesse estratégico. O Brasil é um país sul-americano e tem bastante inserção na região. A inserção econômica do Brasil no Caribe ainda é pequena e pode melhorar muito. E o porto é uma oportunidade para isso”, disse.

A sábia apresentadora do SBT, com seu discurso ideológico, precisa ter cuidado para não passar a imagem de que é um boneco de ventríloquo dos blogueiros “fofos” da Veja

Heródoto Barbeiro, por sua vez, fez jornalismo e entrevistou um diretor da Fiesp, que apresentou informações relevantes sobre as vantagens para as empresas do Brasil investirem no porto.

Abaixo, assista aos vídeos.

 

***

Leia também:

PSDB diz que é escândalo emprestar dinheiro a Cuba. Esqueceram de perguntar por que FHC emprestou

Vídeo: O diretor da Fiesp e por que o Brasil está certo ao investir em Cuba

Por que investir em Cuba? E na África e na América Latina? Não é caridade ideológica, é negócio

Beto Almeida: O porto de Mariel, Brasil, Cuba e o socialismo

Em Cuba, Dilma agradece por Mais Médicos e diz que bloqueio é injusto

Tags: , , , , ,

4 Respostas to “Dilma e o porto em Cuba: A diferença entre jornalismo e discurso panfletário”

  1. bloglimpinhoecheiroso Says:

    Alienado?
    Quando você souber o que é solidariedade entre os povos a gente volta a conversar.

  2. Célio Says:

    Para eu querer ajudar algo lá fora, primeiro eu devo organizar a minha casa.
    É o caso dos portos do Brasil. Estão mesmo sucateados.
    Fique devendo 0,10 centavos à Receita Federal que você verá o que poderá ocorrer.

    O governo fornece muitas regalias aos estrangeiros que o brasileiro não tem.
    Não sei o que eles têm com Cuba. Constróem um porto, contratam médicos de lá pagando U$$10mil para o governo cubano e U$$400 dólares ao médico.

    Quanto a essa entrevista com a Fiespe, é a mesma coisa de eu chegar em um restaurante e perguntar ao garçom se a comida lá é boa. Logicamente eu direi que é ótima, pois irá me beneficiar.
    Assim, eu posso dizer que é a melhor estratégica o porto cubano, já que eu estou envolvido com as obras.

    Por favor, deixe de ser alienado e abra um pouco mais a mente.

  3. dilson Says:

    Concordo totalmente com a jornalista.
    essa desculpa de que o porto em Cuba e bom para as empresas brasileiras é conversa fiada.
    E bom para os empresários, que ajuda em alguma coisa e depois instalados recebem isenção de tudo que e jeito do governo.
    E vao ficar cada vez mais ricos, gerando empregos em Cuba, e nao no Brasil.
    Com certeza vao pagar um salario de miséria, como eles pagam aqui no Brasil.
    Sem contar que boa parte do misero salario desses escravos, vao para o regime dos ditadores bandidos de Cuba.
    E para terminar, não temos nenhum motivos para acreditar nessa fiespe, sao os empresarios que que fazem parte desta sigla que representa um monte de corrupto. Que financiam as campanhas da maioria desses politicos incompetentes bandidos deste pais.

  4. Dilma e o porto em Cuba: A diferença entre jornalismo e discurso panfletário | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: