Ao contrário de Joaquim Barbosa, Lewandowski abre mão de diárias pagas pelo STF para fazer palestra durante férias

Lewandowski20_JB

O presidente em exercício do STF fez palestra e recebeu medalha de honra na Faculdade de Direito de Lisboa, dia 17/1. O ministro interrompeu férias, mas não quis diárias de viagem. Antes, no dia 3, o presidente em férias Joaquim Barbosa recebeu R$14 mil por 11 dias de viagem entre os dias 20 e 30, nos quais teria apenas dois compromissos oficiais. O debate ético que, para Barbosa, “é uma tremenda bobagem”, para Ricardo Lewandowski tem significado moral. Em latim, na medalha que ele recebeu sem querer benefício do Estado por isso está escrito: Honeste vivere, alterum non laedere, suum cuique tribuere (Viver honestamente para não lesar os outros e dar a cada um o seu próprio).

Via Brasil 247

Mais uma diferença ética e de interpretação de direitos separa o presidente em férias do STF, Joaquim Barbosa, do presidente em exercício, ministro Ricardo Lewandowski. Enquanto Barbosa não viu problemas em requisitar e aceitar R$14 mil em diárias para 11 dias de passeio pela Europa, nos quais teve dois compromissos oficiais, em Paris e Londres, Lewandowski não recebeu nenhum tipo de gratificação para, também em seu período de férias, receber da Faculdade de Direito de Lisboa uma medalha de honra após proferir palestra.

A honraria contém gravada a expressão em latim Honeste vivere, alterum non laedere, suum cuique tribuere (Viver honestamente para não lesar os outros e dar a cada um o seu próprio). O convite foi feito pela organização do evento, que foi realizado na capital portuguesa no último dia 17.

O site do STF registrou que Barbosa recebeu logo no dia 3 de janeiro o valor das diárias que usaria entre os dias 20 e 30 deste mês. No mesmo setor, porém, não há registro de recebimento de diárias por Lewandowski, que efetivamente não requereu o benefício.

Questionado, em Paris, se considerava adequado receber diárias funcionais mesmo desfrutando de férias, apenas por ter apenas dois compromissos oficiais em 11 dias a Europa, Barbosa afirmou que o debate não passava de “uma tremenda bobagem”. Ele garantiu que considera ter direito aos benefícios como “qualquer outro servidor público”.

Lewandowski mostrou ser diferente de “qualquer outro”. Ao não requisitar diárias, o ministro, que interrompeu suas férias para receber a homenagem em Lisboa em seguida à realização de uma palestra, passou uma mensagem de ética. Se todos fizessem como ele, os cofres públicos seriam poupados e a imagem da Justiça sairia fortalecida.

Tags: , , , , ,

4 Respostas to “Ao contrário de Joaquim Barbosa, Lewandowski abre mão de diárias pagas pelo STF para fazer palestra durante férias”

  1. Mineira consciente Says:

    Pois é, mas este tal de JB é idolatrado pelas “zelites”. Herói da honestidade. bah!

  2. ZENIO SILVA Says:

    Acho uma enorme injustiça comparar barbosa com Lewandowski, o primeiro é custeado, o segundo vive às suas exclusivas custas…
    É uma enorme diferença, não é mesmo?

  3. Jésus Araujo Says:

    Dr. Joaquim Barbosa não perdoa. Já esqueceram os R600 mil cobrados da universidade onde lecionava?

  4. Bene Nadal Says:

    Lewandowski; o verdadeiro herói… JB, não passa de vilão!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: