Wagner Iglecias: Fora, PT!

Black_Bloc12

Dia 25 de janeiro de 2014. São Paulo é atacada por eles.

Wagner Iglecias, lido no Jornal GGN

No sábado, dia 25, tivemos a abertura oficial da temporada de protestos de 2014. Em várias cidades do país foram convocadas manifestações para o ato “Não vai ter Copa”. Em muitas o comparecimento de público ficou bem abaixo do esperado, como aliás apressaram-se a divulgar os setores simpáticos ao governo. Mas em outras não. Foi o caso de São Paulo. Pelo menos mil pessoas concentraram-se na Avenida Paulista.

Bandeiras de variadas cores, faixas com dizeres em português e inglês, discursos e palavras de ordem diversos. Em comum, as provocações contra a polícia e os gritos contra Dilma Rousseff. Décadas de péssima ou nenhuma educação política nas escolas dão nisso. Setores de juventude branca, de classe média, chamando a polícia de assassina e bradando: “E essa Copa é uma balela, desculpa pra MATAR o povo preto na favela… ei Dilma, vê se me escuta, a Copa vai ser luta”. Claro, num país em que a esmagadora maioria das pessoas não sabe a diferença entre um deputado e um vereador, natural achar que as polícias estaduais são de responsabilidade do governo federal.

Mais adiante a manifestação dobrou a Brigadeiro Luís Antônio e desceu em direção ao centro. A Prefeitura, comandada pelo PT, não passou ilesa. Em frente ao prédio a massa entoou um “Ei, Haddad, vai…”. Logo Haddad, que quando ministro não exerceu a pasta dos Esportes, e é prefeito há apenas um ano, sendo que a escolha de São Paulo como sede do Mundial ocorreu em maio de 2009!

O evento foi um melting pot de gente na rua, como em junho passado. Gente de luta social, ligada a partidos de extrema-esquerda, além de Black Blocs, anarquistas, curiosos e também pessoas que parecem recém saídas do shopping, da academia de ginástica e do playground, lugares cuja finalidade não é ensinar política, obviamente. Em que pese toda essa diversidade, no fundo fica patente certo desconhecimento em relação ao funcionamento das instituições, as competências e atribuições de cada ente federativo. Parece ser tudo “culpa do governo” e atribui-se à presidência da república praticamente todos os males existentes no país.

Os manifestantes em São Paulo gritaram contra o gasto considerado excessivo com os estádios para a Copa. Se são excessivos, ou se as obras foram superfaturadas, estão certíssimos em protestar. Motivos outros para isso também existem, como as remoções de famílias pobres das áreas das obras, os acidentes com operários que trabalharam na construção das arenas e as concessões legais feitas à Fifa. Além do que protestar contra o Mundial deve ser encarado como um ato absolutamente normal num regime democrático como o nosso, onde convivem as mais diferentes opiniões sobre os mais diversos assuntos de interesse público.

Mas é curioso como não se ouviu protestos em relação às denúncias que apontam para corrupção de bilhões de reais nas obras do Metrô da capital paulista, por exemplo. É um tema que não deixa de ter relação com as tais obras de mobilidade urbana que governo federal, governos estaduais e prefeituras prometeram todos esses anos à sociedade por ocasião da Copa. Obras que até o momento não foram percebidas pela população, ao mesmo tempo em que nossas cidades se tornam piores a cada dia. Com uma agenda tão focada em Dilma Rousseff, por mais que não queiram, essas manifestações anticopa começam mal, e acabam passando a impressão de serem motivadas por certa indignação seletiva.

Por fim, muita gente que não sai às ruas está manifestando apoio aos protestos. Mas claro, desde que sejam sem vandalismo e apartidários. Acompanhando o que se viu hoje em São Paulo, a impressão é de que apartidários é o que eles menos têm sido. Apesar de tantas bandeiras e palavras de ordem, pelas mais variadas motivações, sinceras ou nem tanto, no fundo tudo parece se resumir a um partido e uma ideia: Fora, PT!

Wagner Iglecias é doutor em Sociologia e professor do Curso de Graduação em Gestão de Políticas Públicas e do Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina da USP.

***

Leia também:

Antonio Lassance: Vai ter Copa, argumentos para enfrentar quem torce contra o Brasil

Vândalos causam terror e destruição em São Paulo

Tags:

4 Respostas to “Wagner Iglecias: Fora, PT!”

  1. Jésus Araujo Says:

    “Décadas de pouca ou nenhuma educação política nas escolas dão nisso”. Realmente. A formação cívica e política nas escolas (Moral e Cívica no fundamental; Organização Social e Política Brasileira – OSPB – no secundário; Estudo de Problemas Brasileiros no superior) foi eliminada do currículo escolar por lei votada no parlamento e sancionada pelo Presidente Itamar Franco. Alegação: tinham sido criadas pela ditadura. Não se pensou em mudar o conteúdo do programa. E cresce essa juventude sem conhecimento de seu país, sem capacidade crítica de entender os acontecimentos, massa de manobra de quem pode falar – a grande imprensa escrita e, sobretudo falada (a maior parte detesta ler). A situação está piorando com a compra de nossas escolas por empresas internacionais, multinacionais do ensino, algumas com milhão de alunos espalhados em muitos países. Educação (palavra empregada inadequadamente; o certo é instrução, pois educação é outra coisa – com todo respeito ao Senador Cristovão) é um dos grandes negócios legais de hoje.

  2. Wagner Iglecias: Fora, PT! | EVS NOTÍCIAS. Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

  3. pintobasto Says:

    As manifestações ocorridas no Brasil são todas regidas por um lema : Fora o PT, mas quem tanto deseja ver o PT fora do governo? Certamente que não são os cidadãos mais pobres que são a maioria, donde se conclui que uma pequena minoria pretende infernizar o governo para o desacreditar nas próximas eleições. Estão preparando um tiro no pé que fazer ricochete e acertar-lhes na cabeça!

  4. Sonia Montenegro Says:

    Miguel, adoro receber seus emails, mas esse particularmente eu achei uma merda. Eu não tenho a menor dúvida de que isso vem de fora… Desde qdo movimentos brasileiros têm nome em inglês?

    Sonia.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: