Já pensou se fosse a Dilma? Alemanha pode expulsar embaixador dos EUA e Espanha abre inquérito contra a espionagem

Alemanha_Angela_Merkel09_Mariano_Rayol

Merkel e Rajoy prometem retaliação aos EUA.

Ministro do Interior alemão, Hans-Peter Friedich, disse que se for comprovado que um embaixador dos EUA praticou espionagem ou infringiu a lei alemã, ele será expulso; também em resposta às denúncias de espionagem dos EUA, o Ministério Púbico da Espanha determinou a abertura de inquérito para averiguar os indícios de que o país foi monitorado; governos de Ângela Merkel e Mariano Rajoy fazem duras críticas às práticas de Barack Obama.

Via Brasil 247

As autoridades alemãs podem expulsar embaixadores norte-americanos no país como mais uma demonstração de inconformismo com as denúncias de espionagem dos Estados Unidos. Em entrevista à emissora pública alemã “ARD”, o ministro do Interior da Alemanha, Hans-Peter Friedich afirmou que, caso seja comprovado que algum diplomata usou da prática de espionagem ou infringiu a lei alemã, ele será expulso.

“Está bastante claro que, se alguém aqui na embaixada ou em algum outro lugar for responsável ou culpado neste assunto, será sancionado e, se for diplomata, deverá abandonar o país”, afirmou Friedrich, que garantiu que “haverá as correspondentes consequências” contra as ações norte-americanas. O ministro declarou ainda que o governo Barack Obama não tem respostas para muitas perguntas do governo alemão.

O governo da Alemanha obteve informações, com base em documentos do ex-colaborador da agência de espionagem norte-americana NSA, Edward Snowden, de que o celular da chanceler Ângela Merkel foi monitorado por cerca de dez anos. A denúncia foi o estopim para que as autoridades começassem a tomar providências. Merkel telefonou imediatamente para Obama pedindo esclarecimentos imediatos sobre os indícios.

Espanha abre inquérito sobre denúncias de espionagem dos EUA

Inmaculada Sanz, via Reuters

O Ministério Público da Espanha deu início a um inquérito preliminar nesta terça-feira para averiguar denúncia de que uma agência de inteligência dos Estados Unidos espionou milhões de cidadãos espanhóis.

O procurador-geral Eduardo Torres-Dulce autorizou um processo de coleta de informações após o jornal El Mundo publicar, na segunda-feira, reportagem afirmando que os EUA rastrearam mais de 60 milhões de ligações telefônicas de espanhóis, disse o gabinete do procurador em comunicado.

A Espanha convocou o embaixador dos EUA na segunda-feira para discutir as denúncias, similares a reportagens sobre a espionagem dos EUA em Brasil, França e Alemanha, que causaram uma rara indisposição diplomática entre Washington e aliados.

O chanceler espanhol, José Manuel García-Margallo, disse que se as reportagens forem verdadeiras, quebrariam um “clima de confiança” entre os dois países.

O El Mundo publicou um gráfico com um documento que seria da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, na sigla em inglês) mostrando ter espionado 60,5 milhões de ligações telefônicas na Espanha entre 10 de dezembro de 2012 e 8 de janeiro deste ano. A reportagem diz que o documento foi vazado pelo ex-prestador de serviço da NSA Edward Snowden.

Em visita à Lituânia nesta terça-feira, García-Margallo reiterou os fortes laços entre a Espanha e os EUA e disse que as negociações por uma acordo de livre comércio não seriam interrompidas.

“Trabalhamos bastante próximos com os EUA a respeito de segurança, temos alguns tópicos comuns em que nossas posições são as mesmas”, disse ele em uma conferência.

As revelações de Snowden também abalaram as relações dos EUA com o Brasil, que segundo denúncias foi outro alvo dos programas de espionagem da NSA.

A presidente Dilma Rousseff cancelou uma visita de Estado que faria a Washington este mês após denúncia de que teve suas próprias comunicações pessoais monitoradas pela agência norte-americana.

Tags: , , , , , ,

2 Respostas to “Já pensou se fosse a Dilma? Alemanha pode expulsar embaixador dos EUA e Espanha abre inquérito contra a espionagem”

  1. Gustavo Says:

    Pegue em flagrante delito, o presidente americano desculpou-se pessoalmente e publicamente com a premier alemã. Já com a Dilma, fez-se de surdo. A presidente está bolada.

  2. Roberto Mendes Says:

    A Presidanta não tem coragem.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: