Dez consequências da decisão de Marina

Dilma_Aecio_Marina01A

Ion de Andrade, via Advivo

1. Vira-se uma página da política brasileira. No cenário estão concorrendo “para valer” apenas grupos políticos que se originam da oposição à ditadura. Terá demorado 25 anos (dia por dia, se considerarmos a Constituição de 88 como o grande marco da democracia) para que a passagem tenha sido consolidada.

2. A velha política (PSDB/DEM/PPS) se esvazia e muitos serão os políticos destes partidos que apoiarão abertamente (ou não) a dupla Campos/Marina.

3. A dupla PMDB/PT se consolida. Fica claro para o PMDB que o maior quinhão de poder que pode ter é na aliança com o PT, razão pela qual o PMDB, até aqui em cima do muro, vai embarcar na candidatura Dilma com força total por interesse próprio.

4. O PT dificilmente perderá eleitores para o novo polo oposicionista e a presença de Lula na campanha, com todo o gás, conforme vem afirmando, vai dividir votos com Campos em Pernambuco, seu principal colégio.

5. Os Gomes do Ceará, de decisão dilmista tomada, virão também com força total para o lado da presidenta, e seu peso e valor na frente pró Dilma só tende a crescer. Uma eventual vitória de Campos colocaria o grupo em péssima situação. Sua participação será aguerrida.

6. O PSDB não decola e estará atravessado por tendências dilacerantes. O fortalecimento Campos/Marina enterra o cenário em que disputava uma queda de braço com o PT em nível nacional, o que o mantinha no topo da grande política. Se houver segundo turno (Campos x Dilma) a bem de manter esta polarização com o PT, tenderia possivelmente a apoiar Dilma (por debaixo do pano), pois, incrivelmente, sua vitória seria a única possibilidade de retorno à polarização que o mantém vivo. A disputa Aécio x Campos é de vida e morte para o PSDB. Uma vitória de Campos colocaria o PSDB numa situação de coadjuvante na qual nem seria governo nem oposição e ostracismo em política significa fim de linha.

7. O DEM compra o caixão. O PPS não vai saber tão cedo definir para onde vai. Mas vai mesmo para o buraco.

8. O preço do PDT sobe e muito para o governo. Aposto que os ministérios do PSB lhes serão transferidos com o apoio aberto e escancarado do PMDB.

9. A soma Campos/Marina cresce no eleitorado coxinha em detrimento do DEM e PSDB, porém a baixa penetração da dupla em São Paulo, Minas, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul trará dificuldades maiores para que ganhe peso decisivo.

10. O campo conservador que quer estabilidade tende a desembarcar do PSDB rumo a Dilma.

***

Leia também:

Malabarismo de Marina Silva desorientou a mídia golpista

Estão faltando ideias e sobrando frases feitas para Marina

A Rede de Marina: Uma nova política ou uma nova direita?

Marina perdeu antes de o jogo começar?

Marina Silva é o atraso do Brasil financiado por banqueiros

Mexeu com o Itaú, mexeu com a Marina: Banco é autuado por sonegar R$18,7 milhões

Tags: , , , , , , , ,

2 Respostas to “Dez consequências da decisão de Marina”

  1. Roberto Mendes Says:

    Dureza hein?
    Comemorar aliança com o PMDB?
    Partido da ditadura Brasileira?
    O partido mais em cima do muro da história;

    Marina é a opção de todos os que não são comprados com cargos públicos (mais de 20.000 só nos 40 Ministérios da Dilma) ou comprados com bolsas.

  2. wpalbornoz Says:

    Imagino que haja picaretas y caretas capazes de não aceitar que essa nova mostra de boa saúde política no Brasil, se deva, em boa medida, à brilhante presença do Lula. É, poderão negá-lo, mas dentro de 20 ou trinta anos não haverá quem não tire o chapéu frente a sua participação.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: