Carta para Micheline Borges, a jornalista preconceituosa

Wilson Gomes, via Facebook

Sim, Micheline Borges, as médicas cubanas, de fato, parecem-se com suas empregadas domésticas. Eu também me pareço com sua faxineira e sua cozinheira. E, se me permite a comparação, Barack Obama também é a cara dos garçons dos restaurantes que você deve frequentar, dos vendedores de coco na praia, da maioria dos presidiários brasileiros, dos desempregados e subempregados do País.

Feita esta constatação certeira, seria legal se você se perguntasse por que é uma ilha de loiridão e alvura cercada de tantos pretos pobres por todos os lados? Será determinação do destino que estabelece que as pessoas não brancas tenham de se tornar empregadas domésticas de michelines? Será prescrição do Oráculo de Apólo que pessoas com cara de micheline sejam jornalistas casadas com engenheiros?

Pergunte-se, além disso, qual é a magia que fizeram em Cuba para que tantos que bem poderiam ser suas empregadas domésticas sejam hoje médicas que embarcaram para este País de saúde pública de terceira, a fim de ajudar pessoas de todas as cores que não são ajudadas pelas alvas michelines que moram ao lado.

Não, Micheline, eu não diria “coitada de nossa população” de pessoas com cara de empregadas domésticas porque serão atendidas por médicos com a mesma cara delas. Eu tenho pena é do coitado deste país, açoitado pela mentalidade-micheline, que resolve que o lugar de pessoas com cara de empregadas doméstica é na cozinha de suas casas, fazendo a limpeza ou picando cenoura para o jantar. Na falta de uma boa e velha senzala…

Cuba_Medicos35_Twitter

***

Leia também:

Preconceito: Jornalista diz que médicas cubanas parecem “empregadas domésticas”

Entenda por que os médicos cubanos não são escravos

Médicos cubanos recebem flores um dia após as agressões

Paulo Moreira Leite: Quando os corvos vestem branco

Médicos cubanos: Quem são os responsáveis pelo corredor polonês em Fortaleza?

Quem são e o que pensam os médicos cubanos

Janio de Freitas: A reação aos médicos cubanos é doentia

Vídeo: O dia que os médicos brasileiros envergonharam o País

Dez informações sobre a saúde e a medicina em Cuba

Médicos cubanos: Como se desmonta uma farsa de jaleco

Médicos cubanos: Os primeiros já chegaram ao Brasil

Médicos de Cuba, bienvenidos camaradas!

Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT

Mais de 70% dos médicos cubanos vão para o Norte e Nordeste

Mais Médicos: Alheias ao embate ideológico, pequenas cidades comemoram vinda de médicos cubanos

Paulo Moreira Leite: O extremismo dos doutores

Eliane Brum: Ser doutor é mais fácil do que se tornar médico

Breno Altman: Conservadorismo de branco é atraso

Médico que diz que estrangeiros são enganação tem dois filhos “importados” de Cuba

Programa Mais Médicos, o Bolsa Família da saúde

Queremos médicos suecos!

***

Tags: , , , ,

9 Respostas to “Carta para Micheline Borges, a jornalista preconceituosa”

  1. Margary Says:

    Espero que a empregada dela saiba disso e cuspa na comida dela! E enfie a escova de dente dela na privada! E ela fique com a cara de porca loura!

  2. Antônio Jorge Says:

    Brilhante exposição Terezinha, foi direto ao ponto !

  3. Ari Miguel Says:

    Eu não sei o que é ter cara de empregada doméstica. As domésticas tem a cara de dignidade, de caráter, da honradez, qualidades que talvez falte a essa moça (não sei se é médica. ou se é moça, pode ser uma sem vergonha qualquer), qualidades que a sua família não tenha lhe dado, faltou a educação, princípios, a você Micheline, que pode até ter frequentado os bancos de uma universidade mas não ter sido educada o suficiente para ser uma pessoa digna e capaz de saber que a dignidade das pessoas não está na raça, na cor e na aparência. A empregada doméstica tem a cara da mulher brasileira, da minha mãe, da sua mãe e da mãe de muitos brasileiros que não tiveram a oportunidade de frequentar uma sala de aula mas que, nos seus lares, desempenharam a função de domésticas, cuidando da casa, da comida, e dos afazeres domésticos do dia a dia, cuidando e educando os filhos, muitas vezes, sendo psicólogas, médicas, economistas para cuidar da saúde e da educação dos seus filhos, verdadeiras heroínas, muitas mulheres que não tiveram a oportunidade de estudar más que a vida lhes ensinou a respeitar o ser humano, respeitar a dignidade humana, o que, você, em seu infeliz comentário demonstra, não ter essa dignidade, além do preconceito, a insensatez de um ser humano vil, desprezível. Você Micheline, não tem valor algum, não tem a ternura da cara e do semblante de uma empregada doméstica.

  4. Carta para Micheline Borges, a jornalista preconceituosa | O LADO ESCURO DA LUA Says:

    […] See on limpinhoecheiroso.com […]

  5. bene nadal Says:

    Parabéns Wilson Gomes, pelo excelente texto! Essa patricinha não pode esquecer que ela também já foi vítima de preconceito por parte dos paulistas “branquinhos” e que não tinham “cara de empregada doméstica”, na campanha eleitoral de 2010, simplesmente por ser nordestina. E ao que tudo indica não aprendeu nada.
    Um recado pra você Micheline; É MUITO MAIS DIFÍCIL ENCONTRAR UMA BOA MÉDICA COM “CARA DE EMREGADA DOMÉSTICA”, DO QUE UMA BOA JORNALISTA “BONITA E LOURA”!!! Daí tiramos uma conclusão: “quanto mais raro, mais valorizado!!!

  6. Clovis Pacheco Filho Says:

    Perfeito! Não há o que acrescentar!

  7. Therezinha Says:

    Até pouco tempo muitos diziam que não existia preconceito, de nenhum tipo, no Brasil. e hoje vemos que o preconceito tão escondido esta escancarado pro mundo. Esta é apenas uma da caras reveladas deste Brasil imenso e tão diversificado, a cara racista e preconceituosa, a cara fascista que tem saído às ruas, a cara da falta de ética e de solidariedade, a cara de uma boa parte dos nossos estúpidos médicos e suas entidades de classe, a cara da injustiça personificada pelo STF, PGR, MP, a cara da corrupção desenfreada que desde 1500 assola este país, a cara da omissão e por fim e o mais importante e belo a cara do povo brasileiro, negros, mulatos, amarelos, brancos, evangélicos, católicos, espíritas e poderia continuar escrevendo a cara do nosso lindo POVO! um povo de paz e amigo!!! Vc já parou prá fazer uma análise deste processo histórico que estamos vivendo?
    É necessário começar este estudo pois o momento tem tantas nuances que a volta ao passado e retorno ao presente são obrigatórias.´
    É um momento preocupante, mas rico e historicamente importante,

  8. Marcos Pinto Basto Says:

    Micheline Borges, menina! Como és tão burrinha! Coitadinha!

  9. Adriana Says:

    Muito bem dito Wilson Gomes!
    Na Europa um dos preconceitos entre tantos sao com pessoas loiras ( russas, polonesas , leste europeu ), explica a ela como o ponto de vista dela muda de modelo conforme o lugar!
    Os séculos passam mas o ser humano nao evolui!
    O preconceito eh a maior praga que possa existir , foi assim que existiu o holocausto, e continua existindo em vários lugares do mundo, no Brasil, por exemplo, vivem queimando um índio ou um mendigo!!!
    Gente igual a tal Micheline infelizmente tem aos montes!
    Por fim, pergunte a ela se prefere ser atendida por um péssimo medico vestindo Armani ou um bom medico vestindo uma roupa simples?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: