Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT

Cuba_Medicos16_Odio

Na rede, os médicos são tratados como “escravos de jaleco”. Parlamentares da oposição, como Ronaldo Caiado (DEM/GO) e Eduardo Azeredo (PSDB/MG), também alimentam a gritaria e acusam o governo de querer mandar dinheiro para Fidel Castro. O ministro Padilha diz que cubanos que virão ao Brasil têm mais de 15 anos de experiência e muitos falam português por terem participado de missões em países lusófonos. Na prática, eles irão para cidades sem médicos, que não receberam inscrições de brasileiros.

Via Brasil 247

O anúncio oficial, pelo Ministério da Saúde, da vinda de 4 mil médicos cubanos para trabalhar no Brasil tem reforçado o ódio ideológico ao PT. Além de qualificar a ação do governo como “eleitoreira”, o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Geraldo Ferreira, foi um dos primeiros, depois do anúncio da contratação, a colocar em dúvida a qualidade desses profissionais. Segundo ele, a atuação dos médicos cubanos em outros países “é muito próxima de brigada militar, ao invés de um profissional de saúde”.

Nas redes sociais, as críticas de parlamentares da oposição também foram duras. “Nossos companheiros na importação de médicos cubanos: Bolívia, Equador, Venezuela e Haiti. Mas o Lula não disse q o SUS era perfeito?”, provocou o deputado Eduardo Azeredo (PSDB/MG), um dos réus do chamado mensalão tucano. “A máscara caiu!!! Padilha assina convênio internacional para contratar 4 mil médicos cubanos”, escreveu o deputado Ronaldo Caiado (DEM/GO), que é médico.

Caiado reforçou a tese de que os profissionais cubanos são escravos de jaleco “que não verão a cor do dinheiro” e ainda “serão cabos eleitorais”. Ele ainda acusou o governo de usar a Organização Pan-americana de Saúde (Opas), com quem o Brasil assinou convênio, de “laranja” para importar cubanos. “Vão pagar R$500 milhões para serem repassados a Fidel Castro”, ataca. “Já estamos avaliando os termos desse acordo e não vamos admitir qualquer ação com base no trabalho médico escravo”, ameaçou, pelo Twitter.

O colunista da revista Veja Reinaldo Azevedo seguiu a mesma linha de que a contratação dos médicos cubanos é uma forma de o governo brasileiro enviar dinheiro a Cuba. “Da forma como será, o Brasil será conivente com a escravidão de médicos cubanos e ainda mandará dinheiro para Cuba”, escreveu na rede social. Até o escritor e novelista Aguinaldo Silva fez sua provocação: “Enquanto examinam seus pacientes os médicos cubanos vão conversar com eles sobre o quê? Os males do capitalismo?”.

As mensagens levam a uma simples conclusão: as críticas são principalmente ideológicas, se referindo até mesmo a Fidel Castro, uma forma de mostrar que o sistema de governo da ilha é o principal problema para a contratação. Do time de críticos, ninguém sugere, no entanto, uma solução para resolver o déficit de médicos nas 701 cidades brasileiras que não foram escolhidas por nenhum profissional inscrito até agora no Mais Médicos. De acordo com o convênio com a Opas, os cubanos trabalharão nesses municípios.

Em maio desse ano, quando o País cogitou a contratação de médicos cubanos, mas acabou anunciando o programa Mais Médicos, que aceita a inscrição de profissionais de qualquer país, a revista Veja escancarou esse preconceito: declarou que a vinda dos cubanos irá inundar o Brasil de espiões comunistas (relembre aqui). “Deixar o Partido dos Trabalhadores comandar a política externa dá nisso”, diz o texto da jornalista Nathalia Watkins, usando uma linguagem do tempo da Guerra Fria.

Contra os ataques, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, esclarece, por exemplo, que 84% dos médicos cubanos que vão atuar nesses municípios têm mais de 16 anos de experiência. E que muitos falam português por terem participado de missões em países lusófonos. Todos já cumpriram missões em outros países e todos têm experiência em medicina familiar e comunitária, uma grande carência em cidades pobres e distantes das capitais no País. Confira o gráfico abaixo.

Medicos32_Mais_Medicos

***

Leia também:

Mais de 70% dos médicos cubanos vão para o Norte e Nordeste

Mais Médicos: Alheias ao embate ideológico, pequenas cidades comemoram vinda de médicos cubanos

Quem são os médicos cubanos que chegam ao Brasil

Governo federal lançou o programa mais médicos e em São Paulo existe o “Maus Médicos”

O salto no IDH das cidades e o Programa Mais Médicos

Máfia de branco: Agora eles querem sabotar o Programa Mais Médicos

Médicos da Venezuela e de Cuba estão entre os primeiros no Revalida

Os ingleses querem médicos de fora. Nós, não…

Paulo Moreira Leite: O extremismo dos doutores

Jânio de Freitas: De galinhas e medicina

Folha mente: Brasil continua as negociações com Cuba para contratação de médicos

Governo federal lança o Programa Mais Médicos

Cremesp paga táxi e hora extra para funcionários irem a ato de médicos na Paulista

Ipea: Medicina é carreira com maior remuneração

Guia para entender a vinda de médicos estrangeiros

Eliane Brum: Ser doutor é mais fácil do que se tornar médico

Breno Altman: Conservadorismo de branco é atraso

Paulo Moreira Leite: Os médicos e os números por trás do preconceito

A medicina e o Brasil real

Programa Mais Médicos atrai mais de 11 mil profissionais em uma semana

Programa Mais Médicos: Ministério da Saúde mela o boicote dos doutores coxinhas

Lewandowski confirma validade do Programa Mais Médicos

Programa Mais Médicos: O farisaísmo perdeu

Médico que diz que estrangeiros são enganação tem dois filhos “importados” de Cuba

Programa Mais Médicos, o Bolsa Família da saúde

Os médicos cubanos estão chegando

***

Tags: , , , ,

4 Respostas to “Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT”

  1. Jésus Araujo Says:

    Em que se apoia o presidente da FNM para classificá-los como brigada militar? É caso de interpelação judicial. No Haiti estão desde o terremoto (chegaram antes do destroyer carregado de marines do Império); receberam elogios até da ONU. / Engraçado é o deputado Ronaldo Caiado chamar os médicos cubanos de escravos; de escravidão ele entende bem, é membro e ex-presidente da UDR que a protege e que impediu por anos a votação da lei contra a prática do trabalho escravo; o uso do cachimbo… / Nós continuamos provincianos. Na Guerra Fria, enquanto as grandes potências se enriqueciam pelo comércio bilateral com os partidos da Cortina de Ferro, nós éramos proibidos de manter relações comerciais com eles. Quando Jânio Quadros quebrou o preconceito e estabeleceu relações com eles, foi um alvoroço no país, anunciava-se a hecatombe, previu-se que o Brasil seria invadido por levas de espiões e agitadores comunistas (exatamente como se diz hoje sobre os cubanos); e essa mentalidade fez o país passar a vergonha da prisão e humilhação dos empresários chineses que vinham buscar bons negócios no pais, lembram-se os mais velhos que me leem? Esse pessoal ainda tem na cabeça a há tanto tempo finada Guerra Fria. Ou é apenas safadeza (é mais crível pois trata-se de pessoas estudadas e cultas), para assustar e ganhar as pessoas simples da população? E, naturalmente, atirá-las contra o PT, pensando nas eleições do próximo ano.

  2. Selma Says:

    Além das entidades de classe protestarem e mostrarem um corporativismo nunca antes visto, agora tem aqueles que não precisam de atendimento em SUS mostrarem sua lingua ferina. Só reclama quem não precisa de atendimento.

  3. luizmullerpt Says:

    Cabos eleitorais?? E os médicos coxinhas, formados em universidades públicas e com dinheiro público, ao saírem às ruas contra o governo não são cabos eleitorais? Prefiro médicos cabos eleitorais que cumprem a sua missão atendendo o povo do que esta corja de bandidos brasileiros que se dizem médicos, mas que se recusam a atender pobres e ir para os rincões mais profundos do país. Bin venidos hermanos.

  4. anisioluiz2008 Says:

    Republicou isso em O LADO ESCURO DA LUA.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: