Os ingleses querem médicos de fora. Nós, não…

Medicos14_Ingleses

Médico indiano faz conferência no Reino Unido.

Fernando Brito, via Tijolaço

Via Diário do Centro do Mundo, chego à reportagem publicada pela Deutsche Welle, a agência de notícias alemã, sobre a experiência inglesa de importação de médicos.

Ela tem uma diferença – extremamente cruel – da brasileira, que segue a recomendação da Organização Mundial de Saúde e o impede: importa médicos até de países paupérrimos, como a Libéria – que tem um médico para cada 70 mil pessoas – e o Haiti. Este, aliás, recebeu centenas de médicos cubanos no grande terremoto, que continuam por lá.

Mas a maioria dos 90 mil médicos de origem estrangeira no Reino Unido é de indianos. Segundo a matéria, 25 mil. Ou, de acordo com a Associação de Médicos de Origem Indiana no Reino Unido (Bapio, na sigla em inglês), 40 mil. Quase todos trabalhando no sistema público de saúde e fazendo conferências como a da foto aí de cima.

Problemas? Sim, claro. Que provocaram, inclusive, um endurecimento das regras de admissão de profissionais. Curiosamente, isso ocorreu depois de um problema de comunicação entre médico e paciente, por causa da língua. O médico não era indiano: era alemão…

A matéria da agência alemã – escrita por brasileiras, que foram trabalhar lá – conta, também, que é graças à importação de médicos que os Estados Unidos minoram seus graves problemas de saúde, entre eles a falta de médicos.

Os países ricos, em geral, sugam os médicos dos países pobres. E, claro, ninguém imagina que as faculdades de medicina dos países pobres sejam lá uma maravilha, perto da dos ricos. Num ranking das 100 melhores faculdades de medicina do mundo, os países do Terceiro Mundo comparecem com exatamente… nenhuma.

Leia a matéria da Deutsche Welle.

Tags: , , ,

3 Respostas to “Os ingleses querem médicos de fora. Nós, não…”

  1. Chico Lobo Says:

    A saúde brasileira está doente da cabeça. E não é só no serviço público, é também no serviço privado, pois notem a grande quantidade de reclamações contra as operadoras de seguro de saúde nos orgãos competentes.
    Médicos do Brasil se formam em faculdades públicas mantidas pelo imposto do povo, depois com o diploma na mão, este médico serve apenas aos seus mesquinhos interesses pessoais e econômicos. Se entregam a serviço das corporações e á saúde privada.
    Uma grande parcela dos médicos sequer tem vocação para essa profissão sacerdotal, estudam essa matéria por indicação e imposição de suas famílias, e estes médicos, quando formados procuram trabalhos apenas em grandes centros urbanos nas administrações hospitalares e nas demais empresas privadas da saúde, mas nunca no atendimento ao público.
    O médico brasileiro é na sua ampla maioria a vergonha da medicina e da saúde no mundo.

  2. Marcos Pinto Basto Says:

    O retrato dos médicos brasileiros é o SUS e por mais argumentos que usem para se esquivar de suas responsabilidades, estão aumentando a repulsa popular contra suas reclamações em relação à contratação de médicos estrangeiros. Falam barbaridades das faculdades de medicina em Cuba e de seus médicos, mas não considerem que a saúde pública cubana é muito superior à nossa!

  3. SUSCETÍVEL FEBRIL Says:

    […] Os ingleses querem médicos de fora. Nós, não… […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: