FHC já defendeu uma nova Constituinte, mas agora acha autoritarismo. Pode?

FHC_Constituinte

“É própria de regimes autoritários a proposta da presidente Dilma Rousseff de convocar de uma Assembleia Constituinte para a reforma política.” Essa declaração foi dada na terça-feira, dia 25, por Fernando Henrique Cardoso. Porém, segundo a Folha de 17 de abril de 1998,  FHC defendia uma nova Constituinte para discutir as reformas tributária, política e do Judiciário a partir de 1999. Será que o príncipe dos sociólogos está variando ou, além de esquecer tudo o que ele escreveu, ele quer que o povo esqueça tudo o que ele disse também? Leia texto a seguir.

Via UOL

O presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu ontem [16/4/1998] a instalação de uma Assembleia Nacional Constituinte restrita, que funcionaria a partir de 1999, para discutir três temas: reformas tributária, política e do Judiciário. Fernando Henrique fez a proposta durante a instalação do gabinete do ministro extraordinário da Reforma Institucional, Freitas Neto, no 3º andar do Palácio do Planalto. Freitas Neto lembrou que está em tramitação no Congresso emenda do deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) sobre o assunto.

A emenda já foi aprovada pela Comissão Especial da Câmara e aguarda apenas votação no plenário. O novo ministro, porém, apontou dois problemas na emenda: ela não inclui a reforma do Judiciário, como quer o governo federal, e estipula um prazo curto para a realização do plebiscito – manda coincidir com as eleições, 4 de outubro, para saber se a população aprova uma Constituinte restrita.

Simpatizante

Segundo Freitas Neto, o presidente “é simpático” à proposta do deputado Miro Teixeira. O ministro disse que já começou a fazer um levantamento de todas as emendas existentes no Congresso Nacional que propõem reformas nas três áreas de interesse do governo. Ele destacou a sua preocupação com a demora que pode haver na votação da emenda de Miro Teixeira, que precisaria ainda ser apreciada pelo plenário da Câmara e do Senado, em duas votações cada.

Sobre a emenda de reforma tributária encaminhada pelo governo, o ministro Freitas Neto informou que ela precisará ser alterada porque o seu texto, encaminhado no final de 1995, já está ultrapassado em muitos pontos. O ministro informou que já está conversando com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Pedro Parente, para verificar o que precisa ser modificado no antigo documento e apresentar novas sugestões.

[…]

Tags: , ,

Uma resposta to “FHC já defendeu uma nova Constituinte, mas agora acha autoritarismo. Pode?”

  1. Benevenuto Nadal Says:

    Essa é a reação natural de alguém que age de acordo com; o estado de humor, a altura da maré, um cargo que assume… Ou seja é um verdadeiro CAMALEÃO!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: