Gestão Haddad: Cidade de São Paulo oficializa “Poupatempo” do microempreendedor

Haddad_Microempresarios

Haddad considera que a agência acabará com a via crúcis dos pequenos empreendedores. Foto de Fernando Pereira/Prefeitura.

Agência São Paulo de Desenvolvimento terá um escritório em cada subprefeitura para assessoria e busca ativa de possibilidades de microcrédito.

Via Rede Brasil Atual

Um convênio firmado na sexta-feira, dia 5, entre Prefeitura de São Paulo, Caixa Econômica Federal e Sebrae pretende garantir a centralização dos serviços necessários aos microempresários. A proposta da gestão de Fernando Haddad (PT) é que cada uma das 31 subprefeituras receba uma praça de atendimento com instituições bancárias e de ensino que prestem serviços e assessoria a microempreendedores, cooperativados e trabalhadores.

“Nós estamos encaminhando para a Câmara Municipal um projeto de lei que cria nossa Agência de Desenvolvimento. Dentro de suas atribuições, esse serviço da Prefeitura de são Paulo vai ter um regime próprio de funcionamento mais ágil e mais moderno”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

“Precisamos coordenar essa inteligência em proveito do cidadão, porque às vezes o cidadão tem o apoio do crédito, mas não tem o apoio do Sebrae. Às vezes tem o apoio do Sebrae, mas não consegue mão de obra especializada formada pelo Senac e pelo Senai. Consegue o apoio do Senac, mas não consegue registrar o acordo na Junta Comercial. Essa via crúcis será substituída por uma praça de atendimento, espécie de Poupatempo do microempreendedor, que vai ser regularizado e vai receber o apoio necessário.”

Segundo a administração municipal, as subprefeituras e os Centros de Apoio do Trabalhador (CATs) devem abrir espaço para a implementação das agências, que terão participação do Sebrae e da Caixa. A ideia é que se promova uma busca ativa para oportunidades de microcrédito. O convênio com a Caixa foi firmado no último dia 25, e repassa à instituição federal a responsabilidade pelos financiamentos de pequenos montantes na cidade.

O programa de microcrédito tem linhas para capital de giro e investimento que vão de R$300,00 a R$15 mil, prazo máximo de pagamento de 24 meses e taxa de juros de 0,66%, mais taxa de abertura de capital (TAC) de 1%. O primeiro empréstimo tem como valor máximo R$2 mil.

De acordo com Haddad, os primeiros escritórios da Agência São Paulo de Desenvolvimento serão abertos até o fim de 2013. O prefeito ressaltou o papel da Controladoria Geral do Município, criada este ano, no projeto: “A Controladoria coibindo vícios na administração também fortalece esse sentimento de que nós podemos ter um ambiente de negócios mais favorável àqueles que querem ter o seu próprio negócio.

Tags: , , , , , , , ,

Uma resposta to “Gestão Haddad: Cidade de São Paulo oficializa “Poupatempo” do microempreendedor”

  1. ElianaFloriano da Silva Says:

    Uma gestão mais humanizada implica em cumprir promessas de campanha e reparar os danos causados pelos prefeitos anteriores quanto a política salarial dos funcionários concursados da Prefeitura. Reajuste pela inflação no mínimo, sem considerar as perdas. O caso é passível de apoio, de buscarmos apoio da OIT, Organização Internacionall do Trabalho .São cerca de 15 anos congelados, uma defasagem brutal, imposta por Maluf. Fernando Haddad deveria pensar bem e corrigir essa situação. Seria uma forma de dar dignidade aos funcionários que tem sua baixa estima cada vez aumentada a cada ano novo. E não venham dizer q não tem recursos pra isso. Tem sim, a arrecadação aumenta a cada ano. A Prefeitura não cumpre o percentual destinado a despesas de folha de pagamento.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: