A juventude de Lincoln, por John Ford (1939)

Lincoln_JuventudeJoaquim Toledo Jr., via Blog Guaciara

John Ford preferiu, em sua versão da vida de Abraham Lincoln, retratar sua juventude. Em Young Mr. Lincoln (1939), Henry Fonda posa para o retrato do Lênin norte-americano quando jovem: um letrado do interior, o filósofo-jurista tímido, justo e destinado à grandeza, uma figura saída de uma pastoral de um Walt Whitman meio chauvinista. Uma versão almofadinha dos personagens de Ford que John Wayne já começara a encarnar em No tempo das diligências, do mesmo ano, como milico e como caubói.

Quando estabeleceu banca de advocacia em Springfield, Illinois, em 1836, aos 27 anos, Lincoln já havia participado de uma guerra contra índios nativos, e veteranos da guerra de independência norte-americana (1776) ainda perambulavam pelo país.

O filme termina sob glória, glória, aleluia, a imagem do monumento Lincoln real ao fundo – a última frase do filme é o verso cantado pelo coro: “His truth is marching on”. Dois anos depois do filme de Ford, os norte-americanos retaliariam os japoneses, iniciando sua participação na 2ª Guerra Mundial e marcando sua entrada triunfal no centro do palco do século 20.

Ajuda, acho, a pensar no São Lincoln dos Últimos Dias do Spielberg.

Tags: , , , , , ,

2 Respostas to “A juventude de Lincoln, por John Ford (1939)”

  1. Clovis Pacheco Filho Says:

    Cada um de nós tem o Lincoln que merece…

  2. " F I N I T U D E " Says:

    […] A juventude de Lincoln, por John Ford (1939) […]

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: