Dois anos depois de criado, PSDB Sindical de Aécio não decola

Aecio_Aviao

Representante de um partido associado aos ricos, Aécio Neves e seus sindicalistas têm dificuldade de convencer os trabalhadores.

Helena Sthephanowitz, via Rede Brasil Atual

De olho nos votos da eleição de 2014, o senador e ex-governador Aécio Neves (PSDB) tentou aproximação do PSDB com o movimento sindical. Em 2011, Aécio foi a principal estrela no ato de filiação de 93 sindicalistas ao PSDB de Minas Gerais

Na época, o tucano declarou que, sem o apoio das centrais sindicais, o PSDB encontraria dificuldades em derrotar o PT na sucessão presidencial. Mas parece que os planos do senador tucano estão indo por água abaixo… Aparentemente os novos sindicalistas tucanos estão tendo dificuldades para explicar a sua opção nas bases. Afinal, o PSDB sempre foi um inimigo declarado dos trabalhadores.

Talvez por isso não seja surpresa a notícia publicada no Novojornal de Minas na segunda-feira, dia 21. Um ano depois de criado, o PSDB Sindical em Minas não conquistou nenhuma entidade representativa. O núcleo partidário, comandado pela Força Sindical, perdeu depois de 20 anos a hegemonia no Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga (Sindipa), um dos maiores do País.

Além disso, o PSDB Sindical não conseguiu completar chapas para disputar outras três grandes entidades mineiras: o Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação (SindUTE), o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Energética de Minas (SindEletro) e o dos Trabalhadores em Saneamento de Minas (SindÁgua).

Com isso, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) acabou mantendo as direções dessas entidades e derrotou, na quarta-feira, dia 23, a Força Sindical em Ipatinga.

O presidente do PSDB Sindical em Minas, Rogério Fernandes, atribui a derrota no Sindipa a uma presidência “tumultuada” do suplente de deputado estadual, Luiz Carlos Miranda (PDT). Como divulgado pelo Hoje em Dia, Luiz Carlos Miranda, que presidiu o Sindipa desde 1991, é réu em diversas ações por desvio de dinheiro público, enriquecimento ilícito e má condução na direção da entidade.

O PSDB Sindical foi criado com o objetivo de aproximar a legenda dos movimentos sociais, historicamente ligados à CUT e ao PT. A Força Sindical em Minas conta com 230 sindicatos filiados, representando 1,8 milhão de trabalhadores.

Tags: , ,

4 Respostas to “Dois anos depois de criado, PSDB Sindical de Aécio não decola”

  1. Clovis Pacheco Filho Says:

    E, obviamente, ele seria o presidente perpétuo! Mas se os vendedores de farinha pensarem no assunto, ele também pode acumular o cargo!

  2. Clovis Pacheco Filho Says:

    E por que decolaria um projeto sindical de um partido reacionário, que só torpedeou os trabalhadores? Fique Aébrio Neves com os sindicatos que já estão do seu lado, os dos patrões!

  3. Arlete Says:

    Será que tem trabalhador que acredita nestes demoniotucanos?

  4. Paulo Nolasco Says:

    O único lugar que Aécio pode fundar um sindicato seria o sindicato dos trabalhadores em bares e restaurantes do Leblon e adjacências

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: