Noblat grita “apagão” e revela agenda anti-PT

Noblat19_Apagao

O ataque organizado dos colunistas da grande imprensa agora tem como mote o “pibinho” e a ineficiência econômica. Como a corrupção não gruda na presidente Dilma, a saída é tentar responsabilizá-la pelo caos aeroportuário e pelos apagões (mesmo quando a falta de luz dura apenas quatro minutos, como no bairro nobre de Brasília onde vive Ricardo Noblat).

Via Brasil 247

Eram 15h01 quando o jornalista Ricardo Noblat, colunista de O Globo, postou no Twitter a informação sobre um suposto novo apagão em Brasília. “Juro: acaba de faltar luz no lago sul de Brasília. Ontem foram 3 horas sem luz. Dessa vez não teve trovão nem raio nem granizo. Espalhem!”. Mais do que simplesmente noticiar, Noblat pediu para que seus seguidores disseminassem a informação. Quatro minutos depois, no entanto, veio a correção: “Voltou a luz. Veremos até quando”.

Na prática, o tuíte de Noblat sintetizou uma velha máxima do jornalismo: “Good news is bad news”, ou seja, notícia boa é notícia ruim. Seu apagão de quatro minutos foi tão frustrante, que o colunista deixou transparecer sua má vontade no “veremos até quando”.

O alarme de Noblat não seria uma notícia se não fosse parte de um movimento organizado. O “pibinho” e a economia são os novos motes de grande imprensa para tentar derrubar a popularidade da presidente Dilma Rousseff – o que não será tão simples num país onde o desemprego está na menor taxa em dez anos.

Na sexta-feira, dia 28, Eliane Cantanhêde resgatou o “especialista” Maílson da Nóbrega (aquele da hiperinflação) para atacar o “intervencionismo” de Dilma e de seu ministro Guido Mantega (leia aqui). Miriam Leitão retratou uma Dilma que teria sido abduzida e viveria numa espécie de realidade paralela (leia aqui). E Ancelmo Gois atingiu o ápice ao reproduzir uma suposta frase dita no Galeão: “Se alguém aqui votar em Lula ou em Dilma, é filho da puta!” (leia aqui).

Noblat foi além e noticiou um apagão de quatro minutos. Será que os especialistas em “mensalão”, agora convertidos em especialistas em economia, não estão exagerando na dose? E será que não é por isso que Nelson Motta não enxerga o declínio da influência dos chamados formadores de opinião? (leia aqui o artigo de Motta, também em O Globo).

Tags: , , , ,

8 Respostas to “Noblat grita “apagão” e revela agenda anti-PT”

  1. Maria Therezza Says:

    nem eu, pois minha luz foi cortada por 48 horas, porque “ultrapassamos a cota”. Isso eu tinha 3 filhos relativamente pequenos. Não esqueci o transtorno de guardar comida na casa de vizinhos.

  2. Maria Therezza Says:

    Tá tudo muito bem. Só não pode é chamar de “grande” imprensa, uma coisa que é pequena na tiragem, no número de leitores/espectadores, na consideração à verdade, na influência, no trabalho de prestar informação. Então, pode ser imprensa velha, decadente, mentirosa, vendida, espalhafatosa, fantasiosa, mas não grande.

  3. Marcos Pinto Basto Says:

    Se falta energia elétrica, bombardeiam o governo com apação, deixando no ar falta de competência para gerir o setor, se o governo tenta construir usinas hidroelétricas, vem a turma da preservação ambiental fazer um alarido descomunal, afinal o que preferem? Apagão ou luz de lampião?

  4. Selma Says:

    Já tinha percebido nos grandes órgãos de comunicação, o uso dessa palavra “apagão” para citar todo e qualquer corte de energia: com motivos naturais ou não. Também, para construir uma nova geradora de energia são enfrentados tantos entraves, tantas reclamações, que chega a desanimar. Nada comparado com o que aconteceu há alguns anos(2001?) que houve “racionamento” de energia, inclusive doméstica. eu não esqueci.

  5. Odilon José Fernandes Says:

    Eu ainda olho e respondo porque quem cala consente, e quando eles pregam uma mentira e nos calamos, eles usam nosso silencio como consentimento, portanto em crédito para suas mentiras.

  6. FATOS & FOTOS Says:

    […] Noblat grita “apagão” e revela agenda anti-PT […]

  7. Maria Thereza Says:

    Já estou achando uma perda de tempo repercutir esse povinho, que desde algum tempo – 10 anos, mais ou menos – só atinge corações e mentes dos já convertidos 4% a 5% e não “fazem a cabeça” de mais ninguém, porque a realidade insiste em desmenti-los, às vezes em 4 minutos.
    Seria mais válido revidar pelo twitter e outros meios eletrônicos, rápidos e eficazes.

  8. Marcos Pinto Basto Says:

    Quer o Noblat, Goes, Miriam Leitão ou Eliane Cantanhêde, não são meros papagaios de pirata, são peças fundamentais na imensa máquina de lavagem cerebral que sempre procura turvar ou sujar profundamente tudo que venha do governo Só sabem tumultuar e insultar.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s