Destempero de Joaquim Barbosa torna julgamento sem fim

O relator marcou a primeira sessão da Ação Penal 470, após duas semanas de recesso, por ironias e provocações dirigidas a colegas. “Vossa Excelência quer transformar réus em anjos”, disse ele ao revisor Lewandowski. “Esse caso é sério, não ria! Aqui é o Supremo”, atacou Marco Aurélio Mello. O intervalo de 30 minutos durou 1h15. O decano Celso de Melo aceitou tese de ampliação de penas máximas: “Se impõe uma pena maior ao chefe, ao maior responsável.”

Via Brasil 247

As seguidas intervenções do relator Joaquim Barbosa sobre os pronunciamentos de colegas, especialmente do revisor Ricardo Lewandowski, estão contribuindo fortemente para a falta de unidade do Supremo Tribunal Federal verificada na fase final do julgamento da Ação Penal 470.

Na sessão de quarta-feira, dia 7, após recesso de duas semanas, os magistrados precisaram de mais de quatro horas para estabelecer apenas uma pena sobre um único crime de somente um réu: Ramon Hollerbach, condenado a cinco anos e dez meses por corrupção ativa. A dosimetria de sua pena avançou pela segunda sessão.

Ora com ironia, representada por sorrisos de canto de boca ou até mesmo gargalhadas, ora com frases agressivas – “Vossa Excelência está querendo transformar réus em anjos”, radicalizou ele na direção de Lewandowski –, Barbosa conseguiu atrair a ira do ministro Marco Aurélio Mello, sentado a seu lado direito no plenário. “Vossa Excelência cuide muito bem das palavras quando falar sobre o meu voto. Nós não somos todos aqui salafrários e só Vossa Excelência é vestal”, desferiu Marco Aurélio. “Não insinue”, repetiu, por quatro vezes, o magistrado dirigindo-se ao relator.

As trocas de farpas que pontuaram toda a primeira parte da sessão da quarta-feira, dia 7, atrapalharam, visivelmente, o raciocínio dos demais juízes. A sessão foi interrompida às 17 horas, para intervalo de 30 minutos, mas não havia sido retomada até 18 horas. Sinal de que também nos bastidores as divergências entre os magistrados são muitas. O julgamento só foi retomado às 18h16, com o voto do ministro Celso de Melo.

Clique aqui para assistir a bronca que Marco Aurélio Mello dá em Joaquim Barbosa por debochar em julgamento.

Tags: , , , , , ,

6 Respostas to “Destempero de Joaquim Barbosa torna julgamento sem fim”

  1. Paulo Mazaferro Says:

    Estou achando que esse sujeito é bipolar e está em surto maníaco.

  2. Didi Barbosa Says:

    Joaquim Barbosa está ardendo na fogueira das vaidades. Sou agnóstico, mas vou ter que invocar…Deus me livre de ver esse cara presidente da república.

  3. Renan Campos Says:

    o tenha*

  4. Renan Campos Says:

    Talvez tenha que assumir a presidência um dos novos nomeados, anteriormente braço-direito de um dos réus… Talvez este o tenho equilíbrio emocional que se espera, simplesmente reduzindo penas e liberando os réus de uma culpa de desviar centenas de milhares de reais dos cofres públicos. Ora, o mensalão é muito maior do que o evidenciado nesta AP470! O trabalho do ministro Joaquim tem sido louvável. Quem dera tivéssemos em sua maioria tanto na política quanto no Judiciário pessoas corajosas e competentes para livrar esse Brasil desse mal presente nas ações, nas decisões e nas vistas de muitos brasileiros.

  5. Clovis Pacheco Filho Says:

    Está fazendo o palanque dele! O homem quer ser presidente!

  6. Giordano Says:

    Alguém neste país espoliado pelas elites tem dúvidas de que esse sujeito não está preparado e não tem equilíbrio emocional para presidir o STF?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: