A diferença entre o Datafolha e o resultado das urnas em 1998

Fr@ncisco, via Advivo

O maior golpe de pesquisa, dado pela ditabranda, foi na eleição para governador de São Paulo em 1998:

2/10/98 – Pesquisa da Folha: Maluf 31%, Francisco Rossi 18%, Covas 17%, Marta 15% e Quércia 6%.

4/10/98 – Apuração dos votos: Maluf 32,12%, Covas 22,95%, Marta 22,50%, Francisco Rossi 17,11%.

Acredite se quiser, em dois dias Covas cresceu 6% e Marta 7,5% e Maluf e Rossi praticamente ficaram onde estavam, ou seja, esconderam que a disputa da segunda vaga estava entre Serra e Marta e colocaram o Rossi em segundo para assustar e assim conseguirem, por meio do voto útil, tirar os votos suficientes de Marta para levar Covas para o segundo turno e ganhar a eleição.

Covas teve 3.813.186 votos, Marta 3.738.750 e a diferença foi de 74.436 votos. Bastava não terem migrados 37.219 votos de Marta para Covas, para ela estar no segundo turno e se eleger governadora.

Novamente dá para sentir o cheirinho de “ficha da Dilma” no ar, sabem que Haddad passando Serra acabou a trucanagem. Assim, dá-lhe margem de erro para jogar água fria nos petistas.

O negócio é aumentar a pressão em cima do Zé Bolinha, grudá-lo no Kassab, para aumentar ainda mais a rejeição.

Tags: , , , , , ,

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: