Serra e Russomano travam guerra dos rabos. Afinal, quem tem mais rabo preso?

Via Os amigos do presidente Lula em 7/9/2012

Na campanha eleitoral pela Prefeitura de São Paulo, há pouco tempo José Serra (PSDB) e Russomano (PRB) encenaram um pacto de não agressão, quando apareceram em empate técnico nas pesquisas. A ideia era impedir que Fernando Haddad (PT) tirasse o lugar de um dos dois no segundo turno.

Serra caiu, Haddad subiu e está ultrapassando o tucano nas pesquisas. A campanha de Serra, fazendo o surrado discurso antipetista, não está tirando votos de Haddad, que continua crescendo, mas está tirando votos de Serra para Russomano. Assim Serra manda às favas o pacto e direciona seu arsenal agressivo para o alvo do PRB.

Começou pela imprensa demotucana espalhando notícias e vídeos sobre a parte da biografia de Russomano que ele prefere esconder, desde os primórdios do “Celsinho do Detran”. Essas matérias foram espalhadas na internet por serristas com anotações.

Também divulgaram vídeos de Russomano, como um saliente apresentador de TV que agarrava modelos seminuas no Carnaval, ao entrevistá-las, com um microfone em uma mão e com a outra apalpava o seio da moça, bem em frente às câmaras, com a modelo empurrando a mão boba dali. Outro vídeo para adultos, também de um antigo programa de TV, mostra o apresentador entrevistando dançarinos homens vestidos apenas de tanguinhas no camarim de um clube das mulheres.

Em paralelo, passou a circular na internet uma lista de 33 motivos para não votar em Russomano, incluindo votação contrária à lei da ficha limpa, processos na justiça, inclusive relacionados ao dinheiro público. Tal lista é, sem dúvida, espalhada pelo tucanato serrista, pois também ataca nas entrelinhas o PT. Outra lista semelhante mostra mais de 30 anos da trajetória de Russomano, na mesma linha de apontar o lado oculto da imagem de bom moço.

Depois foi a vez do senador Aloysio Nunes (PSDB/SP), um dos mais próximos de Serra, espalhar em seu twitter o vídeo de Russomano apalpando o seio da modelo.

Em seguida Kassab entrou na campanha em socorro de Serra. O atual prefeito comparou a proposta de Russomano de privatizar a segurança pública com a criação de milícias (máfias que vendem proteção).

Russomano, já à beira de um ataque de nervos com a campanha serrista que rola na imprensa e na internet, em vez de contrapor com bons argumentos, mandou Kassab “enfiar o rabo entre as pernas” (foram essas as palavras de Russomano).

Serra, após conseguir arrastar o adversário para a campanha que é sua especialidade, entrou no jogo no mesmo tom de desviar as atenções para as baixarias, em vez de responder por seus fracassos na prefeitura e no governo estadual.

O tucano retrucou no mesmo tom de baixaria ao dizer que Russomano “[…] abre espaço para perguntarem o que é que ele vai fazer com o rabo dele”.

Nessa guerra de rabos, a única coisa que presta como informação para o eleitor é saber qual dos dois tem mais rabo preso?

Tags: , , , , , , , , , , ,

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: