Recordar é viver: FHC mexeu no dinheiro dos mais de 70 anos e dos deficientes físicos

Veja_FHC_Pacote01

Capas da Veja: Antes e depois do pacote de novembro de 1997.

Antonio Mello em seu blog

Para quem gosta de fazer comparações entre os governos tucanos e os governos populares Lula-Dilma, nada como recordar, por exemplo, a situação que o Brasil viveu em novembro de 1997, bem ilustrada por essas duas capas da Veja daquela mês reproduzidas acima.

Na edição que comentava o cruel pacote baixado pelo governo FHC, para atender exigências do FMI e do mercado global, a Veja publicou a reportagem reproduzida abaixo, que resumo a seguir, inclusive com a ilustração:

São 51 medidas de natureza fiscal, com corte de despesas e investimentos públicos, demissão de servidores e aumento de impostos e tarifas.

[...] O pacote não foi a primeira nem a última intervenção do governo nos últimos dias contra a crise financeira. Ponto central da atuação de Brasília para esfriar o nervosismo, o pacote foi costurado num fim de semana, e essa confecção às pressas aparece em várias passagens infelizes que incorporou. Tanto tem furos que a cada dia o governo faz uma nova correção. A última é a edição de uma medida provisória com 75 artigos que visa aliviar um pouco o item do pacote que aumenta o imposto de renda das pessoas.

[...] No dia 29 de outubro, um dia antes do aumento dos juros, a equipe econômica falou, pela primeira vez, num pacote fiscal. Pensava cortar R$10 bilhões. Seis dias depois, como os juros não acalmaram o mercado, o corte pulou para R$12 bilhões. No dia seguinte, R$16 bilhões. Quando a bolsa afundou na sexta-feira, 7 de novembro, os técnicos partiram para o pacote de R$20 bilhões.

[...] Diante da televisão, os técnicos do governo avisaram pura e simplesmente que o governo estava aumentando em 10% o IR na fonte e limitando as deduções com educação, previdência privada e saúde, entre outras, a 20% da renda. Dizendo assim, deram a impressão de que os contribuintes pagariam apenas uns reais a mais. Nada disso. Nos casos mais graves, haveria gente pagando até treze vezes mais imposto do que agora.

[...] No pacote, aumenta-se também o imposto sobre produto industrializado, cortam-se R$2 bilhões nos investimentos das estatais, em especial Petrobras e Telebrás, e adia-se, mais uma vez, o reajuste salarial do funcionalismo [do BdoM: sem aumento desde o início do governo FHC].

[Agora, um detalhe cruel, perverso, que mostra a frieza da equipe econômica e do governo FHC: Medida] que altera um programa social que paga um salário mínimo para velhos com mais de 70 anos e deficientes físicos. Hoje, os inscritos recebem o benefício em 45 dias. Agora, só o terão em noventa dias.

Dobrar o prazo para recebimento de um salário mínimo para velhos com mais de 70 anos e deficientes físicos é de uma crueldade indesculpável. Mas, é o modo tucano de governar. E eles ainda querem voltar… Fiquemos atentos.

Íntegra da reportagem, a seguir.

***

Leia também:

Recordar é viver: A história da fazenda de FHC

Palmério Dória: Por que FHC não está preso?

Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

Banqueiro do propinoduto paulista vendeu apartamento a FHC. Já pensou se fosse o Lula?

O Príncipe da Privataria: Livro revela como FHC comprou a reeleição

O Príncipe da Privataria: A Folha confirma o nome do “Senhor X”

Leandro Fortes: A privataria e as desventuras do príncipe

O Príncipe da Privataria: Livro revela como FHC comprou sua reeleição

Emprego: Um semestre de Dilma é melhor do que oito anos de FHC

Por que a reeleição de FHC nunca chegou ao STF

Para a reeleição de FHC, Cacciola doou R$50 mil

Proer, a cesta básica dos banqueiros

FHC só lançou programas sociais a quatro meses da eleição de 2002

A Folha noticiou a compra de votos por FHC para a reeleição, mas depois se “esqueceu”

Histórico catastrófico da era FHC

O que Dilma deve a FHC para ser chamada de ingrata?

Vídeo: Entenda como e por que FHC quebrou o Brasil três vezes

Celso Lafer descalço em aeroporto exemplifica submissão de FHC aos EUA

Em vídeo, Itamar Franco esclarece que o Plano Real não é obra de FHC

Salário mínimo: As diferenças entre os governos FHC e Lula/Dilma

Vídeo: Já pensou se fosse o Lula? FHC embriagado na Marquês de Sapucaí

FHC, o reacionário

Conheça o apartamento de FHC em Paris. Ele tem renda pra isso?

Vídeo: FHC tenta mentir em programa da BBC, mas entrevistador não cai nas mentiras

Adib Jatene: “FHC é um homem sem palavra e Serra, um homem sem princípios.”

FHC compra o Congresso: Fita liga Sérgio Motta à compra de votos para reeleição

FHC comprou o Congresso. O STF não vai fazer nada?

FHC disse muitas vezes: “Não levem a sério o que digo.”

FHC e a reeleição comprada: Por que a Veja não consulta seus arquivos?

O retrato do desgoverno de FHC

Governo FHC: O recheio da pasta rosa e o caso do Banco Econômico

Os crimes de FHC serão punidos?

O Brasil não esquecerá os 45 escândalos que marcaram o governo FHC

FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”

As viagens de FHC, de Lula e a escandalização seletiva

Dinheiro da CIA para FHC

A festa de 500 anos do Brasil de FHC dá prejuízo de R$10 milhões ao estado da Bahia

FHC: PSDB está longe do povo. Partido nem sequer sabe o que é povo

Com indicação de FHC para ABL, Sarney faz Ayres Britto esperar a morte de outro “imortal”

Vídeo em que FHC chama os aposentados de vagabundos

Documentos revelam participação de FHC e Gilmar Mendes no mensalão tucano

FHC: “Nós, a elite, temos tendência à arrogância.”

FHC e o vitupério

Bob Fernandes escancara a relação de FHC com a espionagem dos EUA

Contratada por FHC, Booz Allen já operava como gabinete de espionagem dos EUA

Se cuida, FHC: Vem aí a CPI da Espionagem da CIA

A empresa que espionava o Brasil prestava consultoria ao governo de FHC

Era Lula cria mais empregos que FHC, Itamar, Collor e Sarney juntos

FHC já defendeu uma nova Constituinte, mas agora acha autoritarismo. Pode?

FHC se diz contra 100% dos royalties para a educação

FHC já admite que Aécio não tem condições de ser candidato

FHC é o bafômetro de Aécio

FHC não mostrou o Darf

Como a Globo deu o golpe da barriga em FHC e enviou Miriam para Portugal

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Recordar é viver: FHC mexeu no dinheiro dos mais de 70 anos e dos deficientes físicos”

  1. Arlete Souza Says:

    Recordar é FICAR ALERTA AOS FATOS QUE OS FASCISTAS CAMUFLAM.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.611 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: