Vídeo: Não somos nazistas!

07/07/2015

15_Marco71_Fora_PT

Miguel do Rosário, via O Cafezinho em 6/7/2015

Não sei quem fez esse vídeo. Mas é um vídeo essencialmente antifascista. E, por isso, um vídeo fundamental para a atual conjuntura, em que os meios de comunicação promovem uma escalada fascista contra o PT e seus militantes.

O ódio histérico e sectário que se levanta hoje contra petistas, diz o vídeo, é parecido com o ódio antijudeu, que despertou forças extremamente malignas em outros momentos da história.

Tem ladrão petista, tem ladrão tucano. Afirmar que todo petista é ladrão, como temos visto por aí, é nazismo.

Leia também: Manifestações*
Os extremistas “descobriram” quem orquestrou os ataques a Maju Coutinho: seu marido
Ação de fascista contra Dilma nos EUA foi montagem?
A influência de Danilo Gentili no caso de racismo contra Maju Coutinho
500 anos de perversidade geraram o povo mais ignorante do mundo
Três respostas sobre a direita brasileira
A moça do tempo, o racismo e o ódio nas redes sociais
A direita abraça as redes sociais
Verônica Serra, Mercado Livre e a punição para quem fez adesivo misógino contra Dilma
Como alguém pode fazer um adesivo tão ofensivo contra Dilma e não ir pra cadeia?
Luis Fernando Verissimo: O ódio está no DNA da classe dominante
Leandro Fortes: “O discurso do ódio foi construído pela mídia e pela oposição que ela tenta colocar no poder.”
Conservadores dos EUA financiam a nova direita latino-americana
“O pior analfabeto é o analfabeto político”: A atualidade de Bertold Brecht
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
No Brasil, há um surto de hipocrisia
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
A “imparcialidade” do procurador do TCU que pediu a rejeição das contas de Dilma
Descolados e coxinhas 2.0 gourmetizam festas juninas
Líder do Revoltados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Marcelo Rubens Paiva: O movimento coxinha micou
Analista alemã confirma: EUA manipulam “protestos” em todo mundo
E não é que o bandido que humilhou o haitiano era mesmo bandido?
Guilherme Boulos: A direita e a falácia do caviar
Marcha pela “paz”, alma de Herodes
Racismo: A cria do ovo da serpente
A mão que ajuda o facismo
Leandro Fortes: A balada de Kim Kataguiri
Bandidos da facção Revoltados Online atacam com deputados petistas na Câmara
Kim, você é contra o Estado, mas ainda bem que o Samu te socorreu, né?
Marcha dos coxinhas: O mico da “coluna Aécio”
A cultura do ódio na internet e fora dela
Na marcha dos coxinhas a Brasília, quem andam são os carros e o ônibus de apoio
Parecer entregue por Reale Jr. a Aécio descarta impeachment de Dilma
Vai vendo o nível: Musa do impeachment serve champanhe e caviar ao próprio cachorro
Quem inspira os jovens conservadores que protestam contra Dilma e a esquerda?
Pesquisa confirma: Quem foi às ruas não foi “o povo”, mas leitores reaças da Veja
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
Apoiadores de Dilma emplacam hashtag #AceitaDilmaVez entre mais usadas do mundo
O fracasso dos protestos encerra, enfim, o terceiro turno
Protestos de 12 de abril: Esvaziamento de público e de pautas
Paneleiro contra a corrupção vende pontos da CNH
Lula deu uma surra no panelaço
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
A neodireita preconceituosa e as eleições
Nasce uma nova classe: A lumpemburguesia!
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
É preciso “coragem” para chamar uma mulher de “vaca” da janela do prédio
O panelaço da barriga cheia e do ódio da elite branca
Paulo Moreira Leite: Panelaço virou panelinha
A revolta da varanda: Onde estavam os paneleiros antes?
Só pra quem tem estômago forte: Ecos das manifestações de 15 de março
Brasil surreal: O corrupto Agripino foi protestar por um Brasil melhor e sem corrupção
Por que a presidenta é execrada e os governadores são poupados?
O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?
Afinal, do que se trata? Simples: destituir Dilma e liquidar o PT.
Manifestações da middle class: Polifonia e ódio de classes dos “filhos da mídia”
“Nunca subestimem o ódio, o medo e a ignorância.”
Ricardo Melo: Dilma, a hora é agora
Os coxinhas, Paulo Freire e a ONU
Suiçalão: Lista do HSBC inclui artistas, cineastas e escritores do Brasil
Os reais motivos do inconformismo da elite reacionária
Propaganda: Reaça, a cerveja do coxinha homofóbico e reacionário
Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
Comportamento de coxinhas paulistanos é tema de análise sociológica
Manual de Ouro do Manifestante Idiota
Dicas para não pagar mico em tempo de manifestações
A revolução dos coxinhas e seus estranhos amigos
O futuro dos coxinhas do Leblon e dos Jardins
Neofascismo coxinha tenta virar ideologia
Mentira do Revoltados On-line: Viúva de Che Guevara recebe aposentadoria no Brasil há 10 anos
Golpe: Deputado denuncia o grupo fascista Revoltados Online
Revoltados Online: Hélio Bicudo se junta à extrema-direita
Saiba quem são os nazifascistas do grupo Revoltados Online
Ao calar Faustão, Marieta Severo deve ser a próxima global a receber ameaça de morte
Quanto tempo até que um crime de ódio como o da Carolina do Sul ocorra no Brasil?
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Por que o assassinato de 9 negros não é considerado um ato de terrorismo?
O ódio continua: Petista Maria do Rosário foi ameaçada de morte em shopping
Neodilmismo: A súbita conversão de Jô Soares
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
Os 30 anos de ódio ao MST nas páginas de Veja
Joaquim Barbosa é o grande expoente do ódio
Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

#OsAntiPira: Relação completa de prêmios recebidos por Lula após deixar a Presidência

06/07/2015
Lula_Honoris_Causa00

Lula, o doutor “Doutor Honoris Causa”.

Edison Brito, via Jornal GGN em 16/6/2015

Contra tudo e contra todos, Luiz Inácio Lula da Silva receberá o Nobel da Paz. Tornando-se o primeiro brasileiro laureado com o prêmio.

Não é um exercício de futurismo, de adivinhação ou um chute de charlatão. É a constatação da obviedade. O gran-finale de uma obra que teve início no seu governo: o Bolsa Família.

Programa de transferência de renda que retirou o Brasil da pobreza absoluta. Deu visibilidade e esperança a quase 40 milhões de brasileiros. Os que passavam fome hoje têm o que comer.

É chover no molhado reafirmar que:
– O Bolsa Família tem um custo muito baixo aos cofres públicos
– Aqueceu a economia
– Promoveu melhorias na saúde da população de baixa renda
– Trouxe melhorias na educação da população de baixa renda
– Reduziu o trabalho infantil
– Aumentou o empoderamento das mulheres

Superou velhos preconceitos.
– “O Bolsa Família incentiva os pobres a fazer filhos”.
– “O dinheiro do Bolsa Família é gasto com roupas de ‘marca’”.
– “Efeito-preguiça: o Bolsa Família acomoda e sustenta vagabundos”.
– “Bolsa Família estimula corrupção local e clientelismo”.

O Bolsa Família é considerado internacionalmente como o “principal instrumento de transferência de renda do mundo pela Organização das Nações Unidas (ONU)”.

“O Bolsa Família foi apontado, em 2013, pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) como uma das principais estratégias adotadas pelo país que resultaram na superação da fome, retirando, assim, o país do mapa da fome mundial. Adicionalmente, a Associação Internacional de Segurança Social (Aiss) concedeu ao Brasil um prestigioso prêmio internacional devido ao caráter inovador de redução da pobreza trazido pelo Bolsa Família, considerado o mais importante do mundo dentro dos grupos de programas de transferência condicional de renda. A instituição espera, ainda, que o Bolsa Família sirva de exemplo para que mais países implementam programas similares em benefício de seus cidadãos “. CartaCapital

Segundo a FAO, atualmente existe no mundo 805 milhões de pessoas em estado de Fome Crônica. (A fome crônica é uma carência constante de alimentos suficientes para manter o organismo em perfeito funcionamento. Os indivíduos ou populações sujeitos à fome crônica pertencem a comunidades pobres, são pessoas desnutridas e que desenvolvem diversas doenças em consequência da falta de nutrientes necessários para a constituição de saúde física e intelectual).

Quem tem fome não pode esperar “o bolo crescer”. Por isso os olhos do mundo se voltam para o Brasil. Por isso Lula é constantemente convidado a explicar o funcionamento do Bolsa Família.

Recentemente na Itália voltou a afirmar que “É preciso que a gente continue fazendo política de transferência de renda para os mais pobres. É preciso que a gente socialize essas informações com os países mais pobres da América Latina e da África. É preciso que a gente leve tecnologia para esses países, que a gente leve financiamento para esses países, para que a gente possa poder, em 2025, acabar com a fome na África, que foi um compromisso que nós assumimos numa reunião da União Africana.

Eu estou convencido, companheiros italianos, eu estou convencido, companheiro Martina, companheiro primeiro-ministro Renzi, que o Brasil provou que é possível acabar com a fome no mundo”.

A preocupação do ex-presidente com o problema da fome é uma constante.

Para Kenneth M. Quinn, presidente da World Food Prize Foundation, Luiz Inácio Lula da Silva é o “maior e mais apaixonado lutador contra a fome no mundo”.

Quinn foi embaixador dos Estados Unidos e trabalhou durante 32 anos no Departamento de Estado americano. A World Food Prize Foundation premia cidadãos que contribuem significativamente para o combate à fome no mundo.

Confira abaixo os principais prêmios e homenagens recebidos por Lula a partir de 1º/1/2011, quando deixou a Presidência da República. Fonte: Instituto Lula.

29/5/2014 – São Paulo (SP)
Medalha “Knowledge Advancing Social Justice” (Conhecimento para o Avanço da Justiça Social), da Universidade Brandeis (EUA)

21/5/2014 – Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)
Doutor Honoris Causa da Universidade de Aquino

30/4/2014 – Santo André (SP)
Título de cidadão de Santo André

23/4/2014 – Salamanca (Espanha)
“Tivemos de enfrentar o preconceito das elites, que nunca confiaram na capacidade do povo”, diz Lula, Doutor Honoris Causa de Salamanca

4/12/2013 – São Bernardo do Campo (SP)
Doutor Honoris Causa da Universidade Federal do ABC

17/10/2013 – Cidade do México
Prêmio Interamérica 2013

15/10/2013 – Buenos Aires (Argentina)
Doutor Honoris Causa da Universidade de Buenos Aires

6/6/2013 – Quito (Equador)
Doutor Honoris Causa pela Universidad Andina Simón Bolívar
Doutor Honoris Causa pela Escuela Politécnica del Litoral
Ordem Nacional de San Lorenzo

5/6/2013 – Lima (Peru)
Doutor Honoris Causa pela Universidad San Marcos
Medalha Cidade de Lima

17/5/2013 – Buenos Aires (Argentina)
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Cuyo
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de San Juan
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Córdoba
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de La Plata
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Tres de Febrero
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de Lanús
Doutor Honoris Causa pela Universidad Nacional de San Martín
Doutor Honoris Causa pela Facultad Latino-americana de Ciencias Sociales (Flacso)
Menção Honrosa Domingo Faustino Sarmiento
Prêmio Josué de Castro

22/4/2013 – Nova Iorque (EUA)
Prêmio “Em Busca da Paz”, do International Crisis Group

17/3/2013 – Cotonou (Benin)
Ordem Nacional do Benin

12/3/2013 – Brasília (DF)
Prêmio Darcy Ribeiro (Educação)

1º/3/2013 – Redenção (CE)
Doutor Honoris Causa da Unilab e título de cidadão de Redenção e de Aracape

27/3/2013 – Rio de Janeiro (RJ)
Prêmio Bacurau (Morhan)

27/11/2012 – Rio de Janeiro (RJ)
1º Prêmio Pirelli

22/11/2012 – Nova Déli (Índia)**
Prêmio Indira Gandhi pela Paz, Desarmamento e Desenvolvimento 2010

24/8/2012 – São Paulo (SP)
Ordem do Mérito Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 2º Região

22/8/2012 – Toronto (Canadá)*
Prêmio Nelson Mandela de Direitos Humanos

20/7/2012 – Maputo (Moçambique)*
Prêmio José Aparecido de Oliveira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

21/5/2012 – São Paulo (SP)
Lula recebe título de Cidadão Paulistano e Medalha Anchieta

15/5/2012 – Middelburg (Holanda)*
Lula agradece pelo Prêmio das Quatro Liberdades, recebido na Holanda

4/5/2012 – Rio de Janeiro (RJ)
Lula recebe título de Doutor Honoris Causa das cinco universidades públicas do Rio

2/4/2012 – Barcelona (Espanha)*
Ex-presidente Lula recebe Prêmio Internacional da Catalunha 2012 pelo combate à pobreza e à desigualdade

13/12/2011 – São Paulo (SP)*
“Personalidade de destaque” no Prêmio CUT Democracia e Liberdade Sempre

9/11/2012 – Washington (EUA)*
Prêmio Africare

26/10/2011 – Cidade do México (México)
Prêmio Amalia Solórzano

13/10/2011 – Des Moines (EUA)
World Food Prize

29/9/2011 – Gdasnk (Polônia)
Prêmio Lech Walesa

27/9/2011 – Paris (França)
Doutor Honoris Causa pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris – Sciences Po

20/9/2011 – Salvador (BA)
Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal da Bahia

8/9/2011 – Lisboa (Portugal)
Medalha Leonardo da Vinci

5/8/2011 – Bogotá (Colômbia)
Cidadão de Bogotá

22/7/2011 – Recife (PE)
Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Pernambuco

22/7/2011 – Recife (PE)
Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal Rural de Pernambuco

22/7/2011 – Recife (PE)
Doutor Honoris Causa pela Universidade Estadual de Pernambuco

19/7/2011 – São Paulo (SP)
Fiesp – Exposição “Milhões de Lulas”

21/6/2011 – Washington (EUA)
World Food Prize

6/6/2011 – São Paulo (SP)
Prêmio Top Etanol – Personalidade de destaque

15/4/2011 – Cádiz (Espanha)
Prêmio Libertad Cortes de Cádiz

30/3/2011 – Coimbra (Portugal)
Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra

29/3/2011 – Lisboa (Portugal)
Prêmio Norte-Sul de Direitos Humanos

28/1/2011 – Viçosa (MG)
Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Viçosa

* Prêmios que Lula recebeu à distância, por estar impossibilitado de viajar devido a tratamento médico.
** Prêmio que Lula recebeu em 2010, mas cuja cerimônia aconteceu somente em 2012

É o reconhecimento internacional ao homem que tem como meta extinguir a fome e as injustiças sociais em todo o mundo.

Os conservadores e fascistas dirão que ele só recebeu estas honrarias por que os estrangeiros não sabem o que acontece dentro do país.

A estes eu direi: é justamente o contrário. O brasileiro é que não sabe o que acontece no país. Mal informado que é pela imprensa golpista. Não existe culpa, e sim maldade.

A lista, por exemplo, deve ter causado surpresa em muitas pessoas. Não é para menos, a mídia, capitaneada pela Globo, mantém o cidadão no obscurantismo. Mentindo, manipulando, escondendo a verdade.

Então, sem tirar méritos de ninguém, o Lula ganhará o Nobel.

Primeiro, pelas razões expostas acima.

Segundo, a paz mundial, tão almejada por todos, passa necessariamente pelo fim da pobreza e das injustiças sociais.

O Nobel dará mais força para que Lula leve adiante esta batalha.

Leia também:
Lula defende a Petrobras e convoca petroleiros a preservar maior empresa do Brasil
Ecce homo ou esse é o cara
Habeas corpus: Ombudsman da Folha esculacha a Folha
Instituto Lula à Época: É a última vez que perderemos tempo. Agora terá o mesmo tratamento de Veja
Instituto Lula: “Se Lula quisesse falar com a Folha de S.Paulo, falaria com a Folha de S.Paulo.”
Na ânsia de atingir Lula, Folha esqueceu de ler o hilário habeas corpus que ataca Moro
Luciano Martins Costa: A “barriga” intencional da Folha
Hildegard Angel: Lula, o que você faria se só lhe restasse um dia?
Histeria contra Lula expõe baixarias de Caiado
Janio de Freitas: O que Lula mostrou? Que ele está se movendo e chamando para mudar
Instituto Lula: “A Folha passou agora de qualquer limite.”
Habeas corpus: Folha espalha notícia falsa e depois, singelamente, diz “erramos”
Autor de habeas corpus em favor de Lula tem mais de 140 ações no STF
Para Dalmo Dallari, direita “intolerante, vingativa e feroz” quer atingir Lula
Prender Lula? Terão esta coragem?
Em nota, senadores do PT denunciam “sórdida campanha” contra Lula
É hora de reagir em defesa de Lula
A criminalização da diplomacia comercial brasileira
Quem quer prender Lula?
Odebrecht descarta delação e faz manifesto
Agora é Lula quem está na mira de Sérgio Moro
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Não sobrou pedra sobre pedra: A resposta de Lula à Época
Diego Escosteguy é o Kim Kataguiri do jornalismo
Espumando, FHC adverte os golpistas divididos: “O alvo é Lula”.
O terceirizado que jogou o Ministério Público no show bizz
MPF arrasa revista Época: Não há provas contra Lula
Denúncia da revista Época contra Lula mancha Ministério Público Federal
A prova da mentira de Época contra Lula
Lula deu uma surra no panelaço
Mujica, O Globo e o “chupa petralhas!”
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
Revista Época questiona Lula por contrato do governo de FHC
“Confissão” de Lula a Mujica é mais um crime de imprensa
Depois de Dilma, Lula novamente
Época não consegue inovar e repete a farsa
Mujica deveria aceitar o convite sem-noção de Caiado para falar no Brasil
Carta aberta a Mujica: “Perdão pela mídia canalha brasileira, dom Pepe.”
Réquiem para o jornalismo
Lula é odiado porque deveria ter dado errado
Corra, Lula, corra
Como funciona a fábrica de infâmias contra Lula na internet
Lula ironiza pastores evangélicos em palestra: “Jogam a culpa em cima do diabo.”
Vai pro pau: Lula topa a polêmica que FHC pediu na tevê
Chico Buarque: “O alvo não é a Dilma, mas o Lula.”
Na Itália, Lula fala sobre importância do combate à fome
Histórico plano de investimento prevê R$198,4 bilhões para promover crescimento no Brasil
Mentiras e omissões sobre o pacote de concessões
Sorry, coxinhas! Lula é aplaudido na ONU
Lula recebe homenagem da Prefeitura de Roma
Paulo Moreira Leite: Apesar do massacre, memória de Lula persiste
Doações: com Lula é “imoral”, com FHC é “cultural”. A hipocrisia da mídia e o sapato do Brizola
Líder do Retardados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Lula se antecipa a nova armação da Veja
Lula: “O PT continuará vivo enquanto os trabalhadores sonharem com uma vida melhor.”
Por que o MCCE parou de fazer ranking da corrupção por partido?
1994-2014: A inflação dos períodos FHC e Lula/Dilma
Lula mostrou o Darf. Quem falta mostrar?
Manchetômetro: Noticiário das Organizações Globo massacra Dilma

Os extremistas “descobriram” quem orquestrou os ataques a Maju Coutinho: seu marido

06/07/2015
Maju01_Marido

Maju e o marido Agostinho.

Kiko Nogueira, via DCM em 5/7/2015

Começou com um tuíte do blogueiro da Veja Felipe Moura Brasil. Em 4 de julho, ele insinuou que havia algo por trás dos ataques racistas à jornalista Maju Coutinho, do Jornal Nacional.

A sequência de sacadas geniais é a seguinte: “Majustamente agora… Sei.” Depois: “Se eu fosse um esquerdista e visse a casa caindo, eu mandava os robozinhos fazerem ataques racistas a uma negra da TV para culpar a direita.”

Na sequência: “Entidades petistas já ‘reagem a manifestações de preconceito contra Dilma e Maju’… Vitimização feita. Dilma = negra atacada por racistas”.

E o coup de grâce: “Ligue os pontos”.

Ligou?

Moura Brasil atirou um pedaço de pau no terreno baldio para seus seguidores se divertirem babando e abanando o rabo. Em meia hora de elucubrações, extremistas de direita concluíram que MAVs – sigla para “mobilização em ambientes virtuais” – xingaram a moça do tempo para criar uma “cortina de fumaça”.

Não se sabe quem são os donos das contas que xingaram Maju. Mas os fanáticos já têm indícios fortes de que não são manés quaisquer. O bom português é uma pista. Para um certo Wagner Rastelli, “a correção gramatical é muito estranha. Nem random trolls de internet e nem racistas ignorantões escrevem assim”.

Um tal Delator Sapiens respondeu a Joaquim Barbosa depois que o ex-presidente do STF se solidarizou com Maju: “Foi um ataque orquestrado, do tipo false flag.” Mas orquestrado por quem?

Ora, pelo marido de Maria Júlia Coutinho, o publicitário Agostinho Paulo Moura, segundo alguém que se esconde sob o pseudônimo Dona Encrenca no Twitter. Numa apuração rigorosa, detetives como ela, chegaram ao Facebook de Agostinho. Ele é diretor de criação da agência Pepper, de São Paulo.

Há uma empresa chamada Peppr, em Brasília, que está sendo investigada na Operação Acrônimo. Não têm nada a ver uma com a outra –, mas quem se importa com isso? Para os afanásios, Agostinho orquestrou toda a farsa. E não foi a primeira vez. “O marido da Maju Coutinho é da turma que soltou boatos sobre Aécio Neves na rede sobre ser cheirador de cocaína”, garante AryAntiPT.

Há outras “provas” da responsabilidade de Agostinho: ele compartilhava textos de Paulo Moreira Leite e até do DCM. Trata-se de um criminoso, além de petralha ou, na melhor das hipóteses, um esquerdopata.

Para fechar com categoria, Fernando Holiday, o negro que mais se odeia no Brasil de acordo com nosso colunista Marcos Sacramento, membro de estimação do MBL, fez um de seus vídeos devastadores. “Com frequência o PT usa desse artifício para manipular o que a mídia publica e a opinião popular”, afirma, a bocarra torta cheia de dentes vomitando ódio.

A insanidade dos jihadistas poderia ficar num pântano distante. Mas muitos deles foram até a página de Agostinho Paulo Moura para “desmascará-lo”. Ele foi obrigado a fechar o acesso.

Ou seja, dias depois de sua mulher ser reduzida a uma macaca, uma preta imunda e uma cotista, o sujeito é acusado, julgado e condenado por um tribunal de energúmenos que querem provar que a direita é incapaz de fazer um linchamento virtual.

Estes são os democratas que querem salvar os brasileiros de uma ditadura bolivariana. Se vivêssemos num estado de direito, seriam acionados na Justiça.

Opa. Vivemos num estado de direito. Ligue os pontos.
***

Maju defende o marido dos direitistas: “A empresa dele não tem nada a ver com a da Lava-Jato.”
Via DCM em 5/7/2015

Maju Coutinho divulgou uma nota da agência de publicidade em que seu marido trabalha, a Pepper, dizendo que ela não tem relação com a empresa homônima em Brasília que está sendo investigada pela Lava-Jato.

O marido de Maju, Agostinho Moura, foi hostilizado por direitistas fanáticos que acreditam que ele é autor de um “factoide”: orquestrou ataques racistas a sua mulher para criar uma “cortina de fumaça” para o PT.

Leia também:
Ação de fascista contra Dilma nos EUA foi montagem?
A influência de Danilo Gentili no caso de racismo contra Maju Coutinho
500 anos de perversidade geraram o povo mais ignorante do mundo
Três respostas sobre a direita brasileira
A moça do tempo, o racismo e o ódio nas redes sociais
A direita abraça as redes sociais
Verônica Serra, Mercado Livre e a punição para quem fez adesivo misógino contra Dilma
Como alguém pode fazer um adesivo tão ofensivo contra Dilma e não ir pra cadeia?
Luis Fernando Verissimo: O ódio está no DNA da classe dominante
Leandro Fortes: “O discurso do ódio foi construído pela mídia e pela oposição que ela tenta colocar no poder.”
Conservadores dos EUA financiam a nova direita latino-americana
“O pior analfabeto é o analfabeto político”: A atualidade de Bertold Brecht
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
No Brasil, há um surto de hipocrisia
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
A “imparcialidade” do procurador do TCU que pediu a rejeição das contas de Dilma
Descolados e coxinhas 2.0 gourmetizam festas juninas
Líder do Revoltados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Marcelo Rubens Paiva: O movimento coxinha micou
Analista alemã confirma: EUA manipulam “protestos” em todo mundo
E não é que o bandido que humilhou o haitiano era mesmo bandido?
Guilherme Boulos: A direita e a falácia do caviar
Marcha pela “paz”, alma de Herodes
Racismo: A cria do ovo da serpente
A mão que ajuda o facismo
Leandro Fortes: A balada de Kim Kataguiri
Bandidos da facção Revoltados Online atacam com deputados petistas na Câmara
Kim, você é contra o Estado, mas ainda bem que o Samu te socorreu, né?
Marcha dos coxinhas: O mico da “coluna Aécio”
A cultura do ódio na internet e fora dela
Na marcha dos coxinhas a Brasília, quem andam são os carros e o ônibus de apoio
Parecer entregue por Reale Jr. a Aécio descarta impeachment de Dilma
Vai vendo o nível: Musa do impeachment serve champanhe e caviar ao próprio cachorro
Quem inspira os jovens conservadores que protestam contra Dilma e a esquerda?
Pesquisa confirma: Quem foi às ruas não foi “o povo”, mas leitores reaças da Veja
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
Apoiadores de Dilma emplacam hashtag #AceitaDilmaVez entre mais usadas do mundo
O fracasso dos protestos encerra, enfim, o terceiro turno
Protestos de 12 de abril: Esvaziamento de público e de pautas
Paneleiro contra a corrupção vende pontos da CNH
Lula deu uma surra no panelaço
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
A neodireita preconceituosa e as eleições
Nasce uma nova classe: A lumpemburguesia!
Vitória (ES): Líder do “Vem Pra Rua” batia o ponto na Câmara e ia para casa
É preciso “coragem” para chamar uma mulher de “vaca” da janela do prédio
O panelaço da barriga cheia e do ódio da elite branca
Paulo Moreira Leite: Panelaço virou panelinha
A revolta da varanda: Onde estavam os paneleiros antes?
Só pra quem tem estômago forte: Ecos das manifestações de 15 de março
Brasil surreal: O corrupto Agripino foi protestar por um Brasil melhor e sem corrupção
Por que a presidenta é execrada e os governadores são poupados?
O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?
Afinal, do que se trata? Simples: destituir Dilma e liquidar o PT.
Manifestações da middle class: Polifonia e ódio de classes dos “filhos da mídia”
“Nunca subestimem o ódio, o medo e a ignorância.”
Ricardo Melo: Dilma, a hora é agora
Os coxinhas, Paulo Freire e a ONU
Suiçalão: Lista do HSBC inclui artistas, cineastas e escritores do Brasil
Os reais motivos do inconformismo da elite reacionária
Propaganda: Reaça, a cerveja do coxinha homofóbico e reacionário
Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
Comportamento de coxinhas paulistanos é tema de análise sociológica
Manual de Ouro do Manifestante Idiota
Dicas para não pagar mico em tempo de manifestações
A revolução dos coxinhas e seus estranhos amigos
O futuro dos coxinhas do Leblon e dos Jardins
Neofascismo coxinha tenta virar ideologia
Mentira do Revoltados On-line: Viúva de Che Guevara recebe aposentadoria no Brasil há 10 anos
Golpe: Deputado denuncia o grupo fascista Revoltados Online
Revoltados Online: Hélio Bicudo se junta à extrema-direita
Saiba quem são os nazifascistas do grupo Revoltados Online
Ao calar Faustão, Marieta Severo deve ser a próxima global a receber ameaça de morte
Quanto tempo até que um crime de ódio como o da Carolina do Sul ocorra no Brasil?
Kim Kataguiri, o “defensor da democracia”, quer uma arma
Por que o assassinato de 9 negros não é considerado um ato de terrorismo?
O ódio continua: Petista Maria do Rosário foi ameaçada de morte em shopping
Neodilmismo: A súbita conversão de Jô Soares
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
Os 30 anos de ódio ao MST nas páginas de Veja
Joaquim Barbosa é o grande expoente do ódio
Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

Cada preso é um cliente: O que se esconde por detrás da redução da maioridade penal

06/07/2015

Maioridade_Penal18_Presos

Roberto Malvezzi, via Correio do Brasil em 5/7/2015

O mercado criado em torno de presos e presídios movimenta muito mais grana que a imaginação popular possa ver. Só o mercado de quentinhas servidas aos 715 mil presos no Brasil (4º maior população carcerária do mundo) movimenta cerca de R$2 bilhões ao ano.

Quando você vai conferir quais empresas fornecem essas quentinhas, muitas delas são de políticos ou de parentes deles, como é o caso dos Perrella em Minas Gerais. Além do mais, essas empresas também são financiadoras de campanhas eleitorais (leia Os mercadores das cadeias, de Cynara Menezes, na CartaCapital).

Além do mais, 30 grandes presídios brasileiros estão privatizados. Nesse sentido, cada preso é um cliente. Portanto, presídios lotados são evidências de lucros, presídios vazios são sinais de prejuízos, como em qualquer hotel.

O detalhe é que cada preso em presídio privado é pago com o dinheiro público. A Pastoral Carcerária estimou em R$3.000,00 o custo de cada preso privado para o Estado. Poderíamos investir esse dinheiro em escolas, mas preferimos investir em presídios.

Eduardo Cunha conseguiu reduzir a maioridade penal. Votaram com ele o PMDB, o PSDB, o DEM e outros partidos, gente da oposição e da tal “base aliada”. Sem dúvida, a indústria dos presídios está feliz com eles. Haverá mais clientes para suas empresas.

Não haverá nenhuma redução da violência no Brasil ao se reduzir a maioridade penal. Pelo contrário, vamos fortalecer as facções que dominam os presídios em todo o Brasil. Ali o preso não tem escolha: ou participa de alguma facção, ou ele e sua família estarão marcados para morrer.

Portanto, nessa votação há interesses econômicos e eleitoreiros, mas nenhum interesse na paz e na justiça. Teremos outras votações antes da decisão final, mas com tantas manobras talvez a razão tenha poucas chances.

Menores de 18 anos podem cometer crimes hediondos, sim. Mas em casas de ressocialização muitos são recuperáveis. Nos presídios, nunca. Os congressistas sabem, mas, por todos os motivos acima, preferem jogar os adolescentes na jaula dos leões.

Assim o Brasil vai se tornando cada vez mais uma sociedade policialesca, repressiva, mas não de paz. Como diziam os profetas da antiguidade, ou mesmo os da modernidade – como Gandhi, Luther King, Mandela e Papa Francisco –, a “paz é fruto da justiça”, não dos presídios e da repressão policial.

Roberto Malvezzi é músico, filósofo e teólogo.

Leia também:
Eduardo Cunha, o senhor do ódio
Redução da maioridade penal: Projétil de lei da bancada da bala
Depoimentos de personalidades e entidades contra a redução da maioridade penal
Redução da maioridade penal: Os próximos passos
Luciano Martins Costa: O que há por trás desse empenho em aprovar a redução da maioridade penal?
Gilson Caroni Filho: Além de reduzir a maioridade penal, Cunha reduziu a democracia
As máquinas de vender intolerância e preconceito
Maioridade penal: A lista de deputados vira-casacas
#CunhaGolpista: Em menos de 24 horas, 20 deputados mudam voto e redução da maioridade é aprovada
Derrota de Eduardo Cunha: Câmara rejeita redução da maioridade penal
Redução da maioridade penal legalizaria pornografia e álcool aos 16 anos
Populismo penal e midiático pela redução da maioridade penal na revista Veja
“O crime organizado está gargalhando da sociedade”, diz Paulo Sérgio Pinheiro
Redução da maioridade penal: Quem são os inimigos da juventude?
Redução da maioridade penal: Perfil da juventude no Brasil
10 motivos para ser contra a redução da maioridade penal
Magistrados divulgam carta contra redução da maioridade penal
Eliane Brum: Pela ampliação da maioridade moral
A demagogia de Alckmin e a redução da maioridade penal
18 motivos para não se reduzir a maioridade penal
Ao contrário do Brasil, EUA discutem o aumento da maioridade penal
Brasil vai na contramão mundial ao debater redução da idade penal
Professor desmonta tese da diminuição da maioridade penal

Ricardo Melo: A operação sistemática para derrubar Dilma

06/07/2015

Sergio_Moro31_Turba

O golpe está em marcha
Ricardo Melo, via Folha de S.Paulo e lido no Jornal GGN em 6/7/2015

As últimas estocadas da oposição provam estar em curso uma operação sistemática para derrubar a presidente Dilma.

Relembrando fatos. A investida desesperada às vésperas da eleição para incriminar Lula e a então candidata. Não deu certo. Recontem-se os votos, decretaram os derrotados. Parece piada, mas isso aconteceu. Também fracassou, tal qual a pecha de estelionato eleitoral! (Alguém esqueceu da desvalorização brutal da moeda em 1999?)

A essa altura, as acusações de roubalheira da Petrobras embaladas pela compra de uma refinaria pareciam cair do céu para um impeachment. Fiasco, até porque o negócio foi recomendado pelo Citibank e avalizado por um conselho composto de ricaços: Jorge Gerdau, Cláudio Haddad, Fábio Barbosa etc.

A história azedou ainda mais quando o executivo petroleiro Pedro Barusco contou que a corrupção estatal avançou no governo do PSDB, turbinada por uma lei que aboliu licitações. Detalhe: Barusco prometeu devolver centenas de milhões de dólares depositados no exterior. Mas a grana não era para o PT? Como estava na conta pessoal dele? Bem, isso não vem ao caso.

Aí surgiu a novela das pedaladas fiscais. Novo fracasso. Todos que conhecem a política mesmo superficialmente sabem que o Tribunal de Contas da União é um almoxarifado para acomodar políticos decadentes, uma espécie de prêmio de consolação para sabujos fiéis “a favor ou contra, tanto faz”. A coisa ficou mais incômoda quando descobriram que as pedaladas começaram na administração Fernando Henrique Cardoso.

Bem, sempre tem o pessoal do Moro e sua equipe de delações. Incrível: o Brasil é o único lugar teoricamente democrático em que candidatos a réus são informados de crimes pelo jornal, tevê ou internet. O conteúdo, então, é de espantar.

“O doleiro [Alberto Youssef] não identifica com precisão a pessoa que o teria procurado para pedir ajuda, e deixa claro que não participou da campanha da presidente […] Se não me engano, o pai dele tinha uma empreiteira. Não consigo lembrar do nome da empreiteira […] O doleiro afirmou não saber se Felipe (acusado de ser o intermediário) buscou outros operadores. Questionado sobre o valor do dinheiro a ser internalizado, o doleiro respondeu: ‘Acho que era em torno de R$20 milhões’”. (FSP, 3/7, Pág. A4)

Tal depoimento, como se percebe robusto, cheio de evidências, em que o acusador ignora o nome do interlocutor, desconhece para quem ele trabalha e sequer sabe o valor exato da propina – tal depoimento está no processo que serviu de base para o PSDB pedir a cassação de Dilma!

Para completar a mistificação, aparece a entrevista do delegado geral da Polícia Federal a O Estado de S.Paulo. Somos informados que na democracia da jabuticaba existem quatro poderes: o Executivo, o Legislativo, o Judiciário e a… Polícia Federal. “O ministro da Justiça não é o seu chefe?”, perguntam as repórteres. Resposta: “O ministro da Justiça é o responsável pela PF, mas na esfera administrativa. As ações da PF na esfera de investigação são feitas no limite da lei”.

Pelo jeito, a mesma lei que muda votações na Câmara ao sabor de um presidente que dispensa comentários; deixa impunes sonegadores graúdos da Receita; fornece habeas corpus a banqueiros selecionados; prende antes de julgar e vem transformando o Supremo Tribunal Federal num órgão tão decisivo quanto cerimônias de chá na Academia Brasileira de Letras.

E o governo, o ministro da Justiça, não têm nada a dizer antes que seja tarde?

Leia também:
STF obriga Sérgio Moro a dar gravações de delações aos advogados
Paulo Moreira Leite: A espantosa história do grampo na cela de Youssef
Folha e Youssef perdem a memória e inventam notícia pró-PSDB
Renato Rabelo alerta: Vem golpe por aí!
Mauro Santayana: A Lava-Jato, a defesa nacional, a contrainformação e a espionagem
Paulo Moreira Leite: O método seletivo da Lava-Jato
Paulo Moreira Leite: A utilidade da delação do dono da UTC
Janio de Freitas: Jatos que mancham
Instituto Lula: “Se Lula quisesse falar com a Folha de S.Paulo, falaria com a Folha de S.Paulo.”
Na ânsia de atingir Lula, Folha esqueceu de ler o hilário habeas corpus que ataca Moro
Luciano Martins Costa: A “barriga” intencional da Folha
Hildegard Angel: Lula, o que você faria se só lhe restasse um dia?
Histeria contra Lula expõe baixarias de Caiado
Janio de Freitas: O que Lula mostrou? Que ele está se movendo e chamando para mudar
Instituto Lula: “A Folha passou agora de qualquer limite.”
Habeas corpus: Folha espalha notícia falsa e depois, singelamente, diz “erramos”
Autor de habeas corpus em favor de Lula tem mais de 140 ações no STF
Para Dalmo Dallari, direita “intolerante, vingativa e feroz” quer atingir Lula
Prender Lula? Terão esta coragem?
Em nota, senadores do PT denunciam “sórdida campanha” contra Lula
É hora de reagir em defesa de Lula
Matéria requentada: Só um idiota para acreditar no “escândalo” da UTC
PSB teve suas contas rejeitadas. E aí Moro, o tesoureiro não será preso?
Bandeira de Mello: “Moro pode ser responsabilizado por excessos na Lava-Jato.”
Ricardo Melo, colunista da Folha, desmonta farsa de Moro
Assista ao vídeo em que o doleiro Youssef acusa Aécio de arrecadar dinheiro em Furnas
Por que não vazou antes o que Youssef disse de Aécio?
Laudo da PF engavetado no governo FHC ligava Youssef à caixa de campanha de Serra e do próprio FHC
Tudo que você sempre quis saber sobre como melar um processo judicial mas tinha medo de perguntar
“Alea jacta est”, Sérgio Moro finalmente atravessou o Rubicão
Ao pedir ajuda aos EUA, Moro coloca a raposa para tomar conta do galinheiro
Bob Fernandes: O melhor para o Brasil é um grande empreiteiro entregar tudo. E todos
O que os Estados Unidos têm de ver com a Lava-Jato?
A criminalização da diplomacia comercial brasileira
Quem quer prender Lula?
Odebrecht descarta delação e faz manifesto
Agora é Lula quem está na mira de Sérgio Moro
“Príncipe” da Odebrecht pode implodir o país
Sérgio Moro, um juiz a serviço da TV Globo e do PSDB
Último evento social de Marcelo Odebrecht foi uma homenagem a FHC
Zelotes: Ex-conselheiro do Carf flagrado com R$ 1,5 milhão em casa alega inocência
Recordar é viver: Houve golpe eleitoral contra Dilma, confirma Janot
A estranha história por trás do livro prefaciado por Sérgio Moro
Sérgio Moro, o justiceiro da Globo, foi patrocinado pela CBF
As razões profundas da guerra movida contra o Brasil
Mais um boimate da Veja: “Atentado” contra Lava-Jato era problema no fogão
Leandro Fortes: Sérgio Moro em seu labirinto
O perigoso deslumbramento de Sérgio Moro
Vídeos: As delações e o poder dos infográficos
Lobista joga a Operação Lava-Jato no colo de FHC
“Coincidências tucanas”: Informante da Lava-Jato é suplente de Dias, parente de Moro e dono da Globo/PR
Mídia concentra foco na Lava-Jato, mas ignora empreiteiras na Castelo de Areia e no trensalão
Trensalão: Empreiteiras do Lava-Jato e o buraco do Metrô em São Paulo
Discussão entre Moro e Cerveró alerta juristas para erros na Lava-Jato
Moro não teve resposta para Cerveró
Excessos de Sérgio Moro são discutidos no STF e no CNJ pelo menos desde 2005
Lava-Jato na hora de mensalão tucano
Hei de vencer, mesmo sendo professor
Após derrota na justiça, aliados de Moro tentam o marketing
Delator de Anastasia já é considerado foragido
Sérgio Moro entre a legalidade e um jogo de truco
O golpe do juiz Sérgio Moro contra o PT
Lobista joga a Operação Lava-Jato no colo de FHC
Tucanice: Moro volta atrás e libera cunhada de Vaccari após constatar erro
Mídia concentra foco na Lava-Jato, mas ignora empreiteiras na Castelo de Areia e no trensalão
Trensalão: Empreiteiras do Lava-Jato e o buraco do Metrô em São Paulo
Operação Lava-Jato confirma que financiamento privado nas eleições faz mal à democracia
Lava-Jato: Quando os vídeos mentem
Bastou Zelotes chegar para a Zelite achar ideias de Moro “perigosas”
Sérgio Moro, o novo operário-padrão da Globo
Paraná: Quando Moro trabalhou para o PSDB, ajudou a desviar R$500 milhões da Prefeitura de Maringá
“Coincidências tucanas”: Esposa de Sérgio Moro, juiz da Lava-Jato, trabalha para o PSDB do Paraná
Juristas põem em suspeita procedimentos usados por Sérgio Moro em delação
Juiz Sérgio Moro monta a segunda garra da pinça do impeachment
PSDB recebeu 42% das doações das empreiteiras da Lava-Jato. E agora, Moro?
Guilherme Boulos: A legitimidade da greve dos professores
Lava-Jato: R$78 milhões de empreiteiras. Cadê o PSDB?
República do Paraná tenta cartada final
Jornal Nacional atua como assessor de imprensa de Eduardo Cunha
Imprensa e corrupção: Ao som de Roberto Carlos
Em vídeo, advogados enfrentam Moro e procuradores em audiência da Lava-Jato
Operação Lava-Jato: Sérgio Moro, Vaccari e a Suprema Corte dos EUA


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.415 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: