Lula desafia FHC: “Sente na frente de seu neto e conte para ele a história da reeleição.”

03/08/2015

FHC_Folha_Compra_Votos01A

O título original deste texto publicado no Yahoo Notícias, em 21/5/2015, é “Estão querendo me ‘balear’, afirma Lula”. Parece que o ex-presidente estava tendo uma premonição. Leia abaixo.

Um dia depois de o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso dizer no programa de rádio e tevê do PSDB que “nunca antes na história deste País se roubou tanto em nome de uma causa”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu a acusação desafiando o adversário a contar a história da aprovação da emenda constitucional que permitiu sua reeleição.

O petista disse também estar assustado com os ataques que vem sofrendo nas últimas semanas. Segundo ele, o motivo é o medo dos adversários de enfrentá-lo novamente nas eleições de 2018. “Eu estou assustado. Gente do céu! Agora eles já não querem mais atacar a Dilma. Agora eles já estão pensando é que tem que balear o Lula pensando que o Lula vai voltar em 2018. Eu nem sei se vou estar vivo”, afirmou o ex-presidente nesta quarta-feira, 20.

Lula classificou de “bobagem” a fala no programa de FHC sobre a corrupção. “Um homem que foi presidente da República, letrado como ele é, não tinha o direito de falar a bobagem que ele falou ontem [19/5] à noite. Porque se ele quisesse falar de corrupção precisaria contar para este País a história de sua reeleição”, desafiou Lula, durante um seminário promovido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), em São Paulo.

Aprovada em 1997, a emenda da reeleição foi alvo de acusação de compra de votos no Congresso por parte do governo FHC. O caso foi arquivado pelo então procurador-geral engavetador-geral da República, Geraldo Brindeiro, por falta de provas. “Se não quiser dizer para mim, não tem problema. Eu sei como foi. Sente na frente do seu neto e conte para ele”, provocou Lula.

Leia também:
O atentado contra o Instituto Lula é o reflexo das manifestações de ódio espalhadas pelo Brasil
Campanha de ódio e inveja quer impedir que Lula faça política
Jornal argentino repercute “campanha suja” contra Lula
Celso Amorim: “Acusar Lula de fazer lobby é absurdo.”
Não passarão: Instituto Lula é alvo de atentado terrorista
Repórteres da Veja saem do Facebook após serem desmascarados por Romário
Lula processa Veja por capa criminosa
Globo 1989-2015: 26 anos de campanhas sujas contra Lula
Novo premiê sueco: “Lula é, sem dúvida, uma de minhas maiores inspirações.”
Reagan pode, Lula não
Folha repete 2007: Agora usa até morte trágica de adolescente para atacar legado de Lula
Lula sobre os golpistas: “Agem como nazistas.”
As cinco piores mentiras de O Globo contra Lula em 2015
Ah, se fosse Lula: Obama faz jantar para 70 empresários que fazem lobby pelo fim do bloqueio a Cuba
Líder do Revoltados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Paulo Moreira Leite: Conselho Nacional do Ministério Público deve colocar ordem na casa
Paulo Moreira Leite: Para perseguir Lula, basta uma simples dúvida
Dalmo Dallari: “Não vai haver golpe nem impeachment.”
Procurador anti-Lula será investigado pelo Conselho Nacional do Ministério Público
Em alto nível, Lula faz a lista do “compare e comprove” com a gestão FHC
Espalhe a verdade: Mitos sobre Lula
Stanley Burburinho sabe quem pôs a tarja preta em Serra
Polícia do ministro Cardozo esconde o nome de Serra no celular de Marcelo Odebrecht
A guerra da Veja contra o retorno de Lula
Jornal O Globo omite informações para atacar Lula
Lula defende o Bolsa Família e esculacha os hipócritas que foram contra o programa
Hipocrisia da mídia: Dono da Globo também estava em jantar de Lula com Odebrecht
Franklin Martins: “Se Lula não tivesse sido eleito em 2002, o Brasil tinha explodido.”
Dilma chamou golpistas pra briga. Vão encarar?
Um grupo de criminosos, chefiado por um advogado, pede a morte de Lula no Facebook
A cobra vai fumar: Lula entra com queixa-crime contra o Ronaldo Caiado
Crise grega: Sardenberg merece ganhar o prêmio IgNobel de Economia
Lula: Quem quebrou o país foram os governos tucanos
Vídeo: Não somos nazistas!
A fortuna de Lula e os setores masoquistas da classe média brasileira
#OsAntiPira: Relação completa de prêmios recebidos por Lula após deixar a Presidência
Lula defende a Petrobras e convoca petroleiros a preservar maior empresa do Brasil
Ecce homo ou esse é o cara
Habeas corpus: Ombudsman da Folha esculacha a Folha
Instituto Lula à Época: É a última vez que perderemos tempo. Agora terá o mesmo tratamento de Veja
Financial Times: O patrimônio de Lula
Após mentiras divulgadas, Financial Times precisará pedir desculpas ao ex-presidente Lula
Diretor de Veja revela “acordo” com Valério e farsa contra Lula
Forbes publica texto ridicularizando coxinhas anti-Lula
Descobriram a pólvora: Lula não está entre os bilionários da Forbes
Em sua capa, Veja desenha golpe contra Lula e Dilma
Quem vai dar o golpe no Brasil?
Novas denúncias ferem a credibilidade da Ação Penal 470 e da mídia conservadora
Veja confessa: Não há entrevista
Advogado de Valério nega entrevista de seu cliente à Veja
Instituto Lula: “Se Lula quisesse falar com a Folha de S.Paulo, falaria com a Folha de S.Paulo.”
Na ânsia de atingir Lula, Folha esqueceu de ler o hilário habeas corpus que ataca Moro
Luciano Martins Costa: A “barriga” intencional da Folha
Hildegard Angel: Lula, o que você faria se só lhe restasse um dia?
Histeria contra Lula expõe baixarias de Caiado
Janio de Freitas: O que Lula mostrou? Que ele está se movendo e chamando para mudar
Instituto Lula: “A Folha passou agora de qualquer limite.”
Habeas corpus: Folha espalha notícia falsa e depois, singelamente, diz “erramos”
Autor de habeas corpus em favor de Lula tem mais de 140 ações no STF
Para Dalmo Dallari, direita “intolerante, vingativa e feroz” quer atingir Lula
Prender Lula? Terão esta coragem?
Em nota, senadores do PT denunciam “sórdida campanha” contra Lula
É hora de reagir em defesa de Lula
A criminalização da diplomacia comercial brasileira
Quem quer prender Lula?
Odebrecht descarta delação e faz manifesto
Agora é Lula quem está na mira de Sérgio Moro
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Não sobrou pedra sobre pedra: A resposta de Lula à Época
Diego Escosteguy é o Kim Kataguiri do jornalismo
Espumando, FHC adverte os golpistas divididos: “O alvo é Lula”.
O terceirizado que jogou o Ministério Público no show bizz
MPF arrasa revista Época: Não há provas contra Lula
Denúncia da revista Época contra Lula mancha Ministério Público Federal
A prova da mentira de Época contra Lula
Lula deu uma surra no panelaço
Mujica, O Globo e o “chupa petralhas!”
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
Revista Época questiona Lula por contrato do governo de FHC
“Confissão” de Lula a Mujica é mais um crime de imprensa
Depois de Dilma, Lula novamente
Época não consegue inovar e repete a farsa
Mujica deveria aceitar o convite sem-noção de Caiado para falar no Brasil
Carta aberta a Mujica: “Perdão pela mídia canalha brasileira, dom Pepe.”
Réquiem para o jornalismo
Lula é odiado porque deveria ter dado errado
Corra, Lula, corra
Como funciona a fábrica de infâmias contra Lula na internet
Lula ironiza pastores evangélicos em palestra: “Jogam a culpa em cima do diabo.”
Vai pro pau: Lula topa a polêmica que FHC pediu na tevê
Chico Buarque: “O alvo não é a Dilma, mas o Lula.”
Na Itália, Lula fala sobre importância do combate à fome
Histórico plano de investimento prevê R$198,4 bilhões para promover crescimento no Brasil
Mentiras e omissões sobre o pacote de concessões
Sorry, coxinhas! Lula é aplaudido na ONU
Lula recebe homenagem da Prefeitura de Roma
Paulo Moreira Leite: Apesar do massacre, memória de Lula persiste
Doações: com Lula é “imoral”, com FHC é “cultural”. A hipocrisia da mídia e o sapato do Brizola
Líder do Retardados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Lula se antecipa a nova armação da Veja
Lula: “O PT continuará vivo enquanto os trabalhadores sonharem com uma vida melhor.”
Por que o MCCE parou de fazer ranking da corrupção por partido?
1994-2014: A inflação dos períodos FHC e Lula/Dilma
Lula mostrou o Darf. Quem falta mostrar?
Manchetômetro: Noticiário das Organizações Globo massacra Dilma
Gilmar Mendes suspende decreto de Lula que dava posse de terras aos índios Guarani-Kaiowá
IDH: Comparação entre os governos do PT e PSDB
Salário mínimo: As diferenças entre os governos FHC e Lula/Dilma
Era Lula cria mais empregos que FHC, Itamar, Collor e Sarney juntos
Desigualdade caiu 1,89 com FHC e 9,22 com Lula
Inflação anual de Dilma é próxima à do Lula e inferior à de FHC

O que aconteceria com a Veja se ela cometesse seus crimes nos Estados Unidos?

03/08/2015

Capa_Veja

Paulo Nogueira, via DCM em 31/7/2015

Foi anunciada hoje [31/7] a demissão do diretor de Redação da Rolling Stone norte-americana, Will Dana. O motivo foi o erro monumental da revista ao dar uma matéria sobre um pretenso estupro grupal sofrido por uma aluna da Universidade de Virgínia.

A reportagem teve uma repercussão instantânea e extraordinária. A universidade e seus dirigentes foram imediatamente vítimas de manifestações furiosas porque, segundo o relato, foram omissos ao lidar com o caso.

O problema é que logo os fatos mostraram que o artigo da Rolling Stone tinha enormes buracos. Tinha se baseado, essencialmente, numa fonte – a alegada vítima.

O episódio gerou enorme debate nos meios jornalísticos norte-americanos. A revista reconheceu publicamente seu fracasso, e retirou o texto do site.

Em seu lugar, colocou uma quilométrica análise produzida pela consagrada escola de jornalismo Columbia, a pedido da própria Rolling Stone. Na análise, foram esmiuçados todos os erros cometidos pela revista.

A queda do diretor de Redação ocorre no momento em que várias ações na Justiça correm contra a revista por causa dessa reportagem.

Numa delas, a reitora da universidade reivindica US$7,5 milhões de indenização por danos à imagem e reputação da escola e dela mesma. As cifras nos Estados Unidos são altas para obrigar a mídia a tomar cuidado antes de publicar denúncias.

É uma história exemplar a da Rolling Stone para nós, brasileiros. Compare com o que ocorre no Brasil, e particularmente com a Veja.

Numa única edição, a revista cometeu dois crimes jornalísticos, um deles infinitamente pior do que o da Rolling Stone. Foi o que anunciou uma delação premiada que simplesmente não existia.

Sequer os advogados do personagem foram ouvidos pela Veja, como se viu antes mesmo de a revista chegar às bancas. Um deles disse que largaria a defesa caso seu cliente recorresse à delação.

Isso quer dizer: não houve o menor esforço para verificar a qualidade da informação que alguma fonte maligna passou para a Veja.

O segundo crime foi contra Romário, a quem atribuíram uma conta secreta milionária na Suíça que era falsa. Romário teve de ir à Suíça para checar a veracidade da informação, e constatou que era tudo fajuto. Mais uma vez, ninguém checou.

Esse tipo de procedimento tem nome: crime. A Rolling Stone vive um pesadelo. E a Veja está na maior tranquilidade.

Ou eles estão errados nos Estados Unidos ao exigir seriedade e precisão da imprensa ou nós é que estamos?

Faça a escolha.

A Veja estaria morta, há muito tempo, com este tipo de comportamento. Melhor: não teria a menor condição de se estabelecer no mercado norte-americano.

O editor da Rolling Stone perdeu o cargo. Fatalmente a revista pagará milhões de dólares em indenização. No Brasil, o diretor de redação da Veja permanece firmíssimo em sua posição. Não há perspectiva de punição pela Justiça, tradicionalmente dominada pelas grandes corporações de mídia.

Para a sociedade, é um horror.

Como disse Mark Twain, há muitas leis para proteger a liberdade de expressão. Mas, no Brasil de 2015, não há uma única lei que proteja as pessoas da imprensa.

Leia também:
Abril as pernas: Explicando o ataque de Veja a Romário
Repórteres da Veja saem do Facebook após serem desmascarados por Romário
Lula processa Veja por capa criminosa
A Veja é um partido político disfarçado de revista
Pedido de recuperação judicial: Editora Abril está agonizando
Paulo Villaça: A revista Veja e a magnitude da estupidez humana
Em 2014, Lauro Jardim, “colonista” da Veja, já achava que Eduardo Cunha era meio esquecido
A Editora Abril agoniza em praça pública
Marta desembarca do PT e vai direto para as páginas amarelas da Veja
Veja: Numa conversa entreouvida por um servidor…
Ricardo Melo: O linchamento de José Dirceu
Joaquim Barbosa é responsável pelos crimes da Veja
Depois de morto, Luiz Gushiken derrota Veja: o caso das falsas contas no exterior
Veja acusou o filho de Lula. E agora?
Diretor de Veja revela “acordo” com Valério e farsa contra Lula
A Veja entregou o milionário tucano Álvaro Dias sem querer
A guerra da Veja contra o retorno de Lula
Recordar é viver: Quando FHC trouxe cubanos, Veja aplaudiu
FHC e a reeleição comprada: Por que a Veja não consulta seus arquivos?
O povo idolatra Chavez e Veja vê herança maldita
Morte de Chavez: “Época” e “Veja” entre facciosismo e demonização
Dublê da Globo é o herói da Veja
Denúncia da Veja contra Lula não passa de tática eleitoral
Entrevista exclusiva com Maycon Freitas, o muso revolucionário da Veja
A Editora Abril traiu Aécio?
O dia em que Haddad deu uma aula para Sheherazade e Marco Antonio Villa
O jeito é Jânio: Operação Barbosa tem a Veja como porta-voz
A Globo, a Folha e a Veja × José Genoíno
O doutor Joaquim Barbosa, a Veja, o domínio do fato e o apartamento em Miami
Se ainda tinha algum, Veja perde o pudor e prega vaia contra cubanos
Gilmar Mendes e o pitbull da Veja
Os 30 anos de ódio ao MST nas páginas de Veja
Revista Veja é a Mãe Dinah do PIG: Erra todas as previsões
E agora, Civita? Até a oposição pede a Veja que divulgue fita com Valério
Diretor de Veja revela “acordo” com Valério e farsa contra Lula
Em sua capa, Veja desenha golpe contra Lula e Dilma
Quem vai dar o golpe no Brasil?
Novas denúncias ferem a credibilidade da Ação Penal 470 e da mídia conservadora
Veja confessa: Não há entrevista
Advogado de Valério nega entrevista de seu cliente à Veja
Veja: O “jornalismo” ficcional mau caráter para leitores boimate
Veja produz seu segundo caso Boimate
Veja descobre que Brasil não acabou e pede: “Sorria!”
Resposta à Veja: Onde está o Brasil? Acorrentado ao poste, como aquele negro. A corrente é a mídia
Demóstenes da Veja vai para a cadeia?
É guerra: Veja manda recado cifrado ao PT
A Veja vendida a preço de banana mostra a agonia das revistas no Brasil
Novo rei da Veja deve R$55 mil de IPTU
A Veja São Paulo e o “Rei dos Coxinhas”
Veja abandona o crime e vai dedicar-se ao humor
Alckmin torra R$3,8 milhões da educação em assinaturas da Folha, Estadão e Veja
Em 1999, no (des)governo FHC, a Veja comemorou a vinda dos “doutores de Cuba”
Resenha desmonta livro de repórter da Veja contra José Dirceu
Jornalismo Wando: Entrevista exclusiva com Maycon Freitas, o muso revolucionário da Veja
O canibalismo comunista da Veja
Até a Forbes sabe que Veja se envolve em corrupção no caso Cachoeira
Breve explicação sobre como funciona nossa mídia
Assassinato de reputação: Erenice Guerra foi inocentada. Com a palavra a Folha e a Veja
Reinaldo Azevedo, o rola-bosta da Veja, faz previsões para as eleições 2014
Morte de Chavez: Época e Veja entre facciosismo e demonização
Só depois da posse de Haddad, a Veja percebeu que a cidade de São Paulo está um lixo
Para atacar Haddad, “Estadão” usa foto da guerra do Congo para ilustrar matéria
TJ/SP confirma direito de resposta a Luis Nassif contra Veja
Renan, o candidato da Globo e da Veja
PSDB usa Folha, Estadão, Globo e Veja para justificar ação contra Dilma
Veja lamenta a criação de 1,3 milhão de empregos em 2012
Luciano Martins Costa: A “barriga” de alto custo da Veja
O futuro da Abril e das grandes empresas de mídia
Associação de historiadores repudia “matéria” da Veja sobre Eric Hobsbawm
Niemeyer é homenageado pelo mundo, mas a Veja o chama de “idiota”

“Só conheço por fotos”, diz dono da Friboi sobre Lulinha

03/08/2015

Friboi03_Wesley_Batista

Via Yahoo Notícias em 31/8/2015

Wesley Batista (foto) é dono da empresa que se tornou, em 2014, após aumento de 30% nas vendas, a maior empresa privada do país. Batista é dono da JBS, que detém a Friboi e, constantemente, tem sua imagem ligada a Fabio Luiz da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula.

O empresário garante que os boatos são totalmente mentirosos e, para isso, afirma só conhecer o filho de Lula por fotos. O próprio ex-presidente, ele afirma, encontrou apenas uma vez em oito anos de mandato e três após a saída do Planalto. A suposta ligação com Lulinha, diz ele, é fruto de uma cultura nacional que “não aceita que os outros sejam bem-sucedidos”.

“Nunca vi o Lulinha na minha vida. Sei quem ele é por internet. Mas nunca apertei a mão do Lulinha. Lula foi presidente por oito anos e só o encontrei uma vez nesse período. Fomos conhecê-lo depois, porque nos chamaram no Instituto Lula justamente para explicar isso [os rumores]. Essa é a relação, muito distante. Há 15 anos, em Goiás, quando éramos menores, você ia achar muitos taxistas dizendo que [a JBS] era do Íris Rezende, governador do Estado várias vezes”, afirmou ele em entrevista ao portal G1.

O empresário ainda nega que tenha sido ajudado pelo BNDES – afirma que fez apenas negócios com o banco. Nessa discussão, afirma que o debate foi totalmente polarizado e garante que, por seu valor de marca, a JBS agrega valores ao Brasil. Por conta disso, desmente mais boatos que rondam sua empresa, que desde que cresceu e apareceu, passou a ser alvo central desse tipo de acusação.

“Parece que no Brasil há uma dificuldade de se reconhecer que alguém pode crescer por ser competente ou por força de seu trabalho – e não por sorte por que é teste de ferro ou sócio de alguém. Quando Juscelino Kubitschek decidiu erguer Brasília, meu pai foi vender carne para as empresas que estavam construindo a cidade. Trabalhou duro, fez uma reputação”, garante o empresário ao G1.

Leia também:
Lulinha entra no STF com queixa-crime contra tucano mineiro por calúnia
A lição de democracia da loja que desmentiu o boato de que é “do filho de Lula”
Friboi contrata agência para desmentir o boato que a empresa é de Lulinha
Lulinha processa prefeito de São Carlos após postagem no Facebook
Família do ex-presidente Lula vai pra cima de tucano que mentiu sobre Lulinha
Caluniador de filho de Lula na internet é executivo do instituto FHC
Empresário é condenado a pagar multa por causar danos morais ao filho de Lula
Advogados de filho de Lula denunciam seis pessoas por ataques via internet
Veja acusou o filho de Lula. E agora?
Para encerrar o assunto: As fazendas não são do Lulinha
Instituto de FHC na mira da polícia devido aos boatos contra Lulinha

O atentado contra o Instituto Lula é o reflexo das manifestações de ódio espalhadas pelo Brasil

03/08/2015
Revoltados_Online29_Marcello_Reis

Marcello Reis, do Revoltados Online, é um dos propagadores do ódio e da violência.

Paulo Nogueira, via DCM em 31/7/2015

O atentado terrorista contra o Instituto Lula é filho da permissividade com que manifestações de ódio vem sendo tratadas no Brasil. A impunidade leva a novos degraus.

Primeiro você xinga, calunia, massacra nas redes sociais. Depois, começa a jogar bombas.

O Brasil tem de adotar uma política de tolerância zero com o ódio.

Em Nova Iorque, nos anos 1990, o então prefeito Michael Bloomberg revolucionou o combate à criminalidade com a adoção da tolerância zero.

O sujeito que fazia xixi em área pública, se não coibido, depois estava cometendo pequenos furtos, e depois sabe-se lá o que ele faria.

O papel da extrema direita na disseminação do ódio impune, em geral pela mídia, é central.

Veja o que algumas pessoas falaram a respeito do atentado.

No Twitter, Danilo Gentili escreveu que Lula forjou o ataque, e que o máximo que ele conseguiu foi as pessoas lamentarem que ele não estivesse lá na hora.

Piada?

Na verdade, crime. Gentili acha que pode fazer uma acusação grave dessas sem nenhuma consequência.

E não dá para culpá-lo. Ele foi processado por racismo por um negro depois de mandá-lo comer bananas.

O juiz disse que não havia ofensa.

Felipe Moura Brasil, blogueiro da Veja que ultrapassou qualquer limite da sanidade, também disse que Lula inventou a bomba.

“A melhor defesa para o PT é se atacar”, escreveu ele no Twitter.

Lobão fez o que se espera de Lobão.

Numa sociedade civilizada, você não pode fazer uma acusação tão grave, e com tamanha dose de ódio irracional, e não responder por isso criminalmente.

Mas é o que acontece no Brasil de hoje.

A Justiça é o que é, mas mesmo assim os promotores do ódio e os assassinos de reputação têm de ser processados.

No mínimo, eles enfrentarão aborrecimentos. E terão que arcar com despesas de advogados.

O que não pode acontecer é nada.

Neste sentido, Lula merece aplausos por decidir processar o diretor de redação da Veja e os repórteres que assinaram a matéria sobre a delação que não existiu.

Romário deveria fazer o mesmo.

Talvez a perspectiva de um passivo jurídico elevado leve as empresas jornalísticas a refrear seus aloprados.

O Brasil não haverá de ser para sempre a terra do vale-tudo jornalístico. Uma hora a opinião pública exigirá penas duras para assassinos de reputação homiziados na mídia.

Aconteceu em países avançados, e acontecerá também no Brasil.

Agora mesmo, nestes dias, a revista norte-americana Rolling Stone enfrenta uma ação de indenização de US$7,5 milhões por haver relatado um estupro numa universidade com uma série de erros factuais.

No plano das coisas previsíveis, até o momento em que escrevo não aparecera nenhuma manifestação de solidariedade a Lula de FHC, de Aécio e do PSDB.

Mas o que importa agora é reprimir os agentes do ódio. Tolerância zero com eles.

Ou o Brasil acaba com o ódio ou o ódio acaba com o Brasil.

É tempo de fazermos a escolha.

Leia também: Manifestações*
Os 11 princípios de Joseph Goebbels, o ministro da propaganda nazista
O fascismo não virá, ele já está
Não chame um nazista de nazista: A reação da extrema-direita a uma nota de jornal
Documentário: O Negócio da Revolução
Luis Fernando Verissimo: Quando vamos acordar para a barbárie golpista que ameaça o Brasil?
Ódio: A dignidade feminina é atacada nas redes sociais
Dilma chamou golpistas pra briga. Vão encarar?
Um grupo de criminosos, chefiado por um advogado, pede a morte de Lula no Facebook
Um texto para quem respeita o Direito no Brasil
Vídeo: Não somos nazistas!
Os extremistas “descobriram” quem orquestrou os ataques a Maju Coutinho: seu marido
Ação de fascista contra Dilma nos EUA foi montagem?
A influência de Danilo Gentili no caso de racismo contra Maju Coutinho
500 anos de perversidade geraram o povo mais ignorante do mundo
Três respostas sobre a direita brasileira
A direita abraça as redes sociais
Como alguém pode fazer um adesivo tão ofensivo contra Dilma e não ir pra cadeia?
Luis Fernando Verissimo: O ódio está no DNA da classe dominante
Leandro Fortes: “O discurso do ódio foi construído pela mídia e pela oposição que ela tenta colocar no poder.”
Conservadores dos EUA financiam a nova direita latino-americana
“O pior analfabeto é o analfabeto político”: A atualidade de Bertold Brecht
Mauro Santayana: Os pilares da estupidez
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
No Brasil, há um surto de hipocrisia
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
Analista alemã confirma: EUA manipulam “protestos” em todo mundo
Guilherme Boulos: A direita e a falácia do caviar
Racismo: A cria do ovo da serpente
A mão que ajuda o facismo
Leandro Fortes: A balada de Kim Kataguiri
Bandidos da facção Revoltados Online atacam com deputados petistas na Câmara
A cultura do ódio na internet e fora dela
É preciso “coragem” para chamar uma mulher de “vaca” da janela do prédio
O panelaço da barriga cheia e do ódio da elite branca
Paulo Moreira Leite: Panelaço virou panelinha
A revolta da varanda: Onde estavam os paneleiros antes?
Só pra quem tem estômago forte: Ecos das manifestações de 15 de março
Brasil surreal: O corrupto Agripino foi protestar por um Brasil melhor e sem corrupção
Por que a presidenta é execrada e os governadores são poupados?
O que está por trás da contagem de pessoas nos protestos?
Afinal, do que se trata? Simples: destituir Dilma e liquidar o PT.
Manifestações da middle class: Polifonia e ódio de classes dos “filhos da mídia”
“Nunca subestimem o ódio, o medo e a ignorância.”
Ricardo Melo: Dilma, a hora é agora
Os coxinhas, Paulo Freire e a ONU
Suiçalão: Lista do HSBC inclui artistas, cineastas e escritores do Brasil
Os reais motivos do inconformismo da elite reacionária
Propaganda: Reaça, a cerveja do coxinha homofóbico e reacionário
Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
Comportamento de coxinhas paulistanos é tema de análise sociológica
Manual de Ouro do Manifestante Idiota
Dicas para não pagar mico em tempo de manifestações
A revolução dos coxinhas e seus estranhos amigos
O futuro dos coxinhas do Leblon e dos Jardins
Neofascismo coxinha tenta virar ideologia
Ao calar Faustão, Marieta Severo deve ser a próxima global a receber ameaça de morte
Quanto tempo até que um crime de ódio como o da Carolina do Sul ocorra no Brasil?
O ódio continua: Petista Maria do Rosário foi ameaçada de morte em shopping
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Os “defensores da liberdade de expressão” atacam novamente
Os 30 anos de ódio ao MST nas páginas de Veja
Joaquim Barbosa é o grande expoente do ódio
Vinda de médicos cubanos reforça ódio ideológico ao PT
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem
Campanha de ódio e inveja quer impedir que Lula faça política
Jornal argentino repercute “campanha suja” contra Lula
Celso Amorim: “Acusar Lula de fazer lobby é absurdo.”
Não passarão: Instituto Lula é alvo de atentado terrorista
Repórteres da Veja saem do Facebook após serem desmascarados por Romário
Lula processa Veja por capa criminosa
Globo 1989-2015: 26 anos de campanhas sujas contra Lula
Novo premiê sueco: “Lula é, sem dúvida, uma de minhas maiores inspirações.”
Reagan pode, Lula não
Folha repete 2007: Agora usa até morte trágica de adolescente para atacar legado de Lula
Lula sobre os golpistas: “Agem como nazistas.”
As cinco piores mentiras de O Globo contra Lula em 2015
Ah, se fosse Lula: Obama faz jantar para 70 empresários que fazem lobby pelo fim do bloqueio a Cuba
Líder do Revoltados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Paulo Moreira Leite: Conselho Nacional do Ministério Público deve colocar ordem na casa
Paulo Moreira Leite: Para perseguir Lula, basta uma simples dúvida
Dalmo Dallari: “Não vai haver golpe nem impeachment.”
Procurador anti-Lula será investigado pelo Conselho Nacional do Ministério Público
Em alto nível, Lula faz a lista do “compare e comprove” com a gestão FHC
Espalhe a verdade: Mitos sobre Lula
Stanley Burburinho sabe quem pôs a tarja preta em Serra
Polícia do ministro Cardozo esconde o nome de Serra no celular de Marcelo Odebrecht
A guerra da Veja contra o retorno de Lula
Jornal O Globo omite informações para atacar Lula
Lula defende o Bolsa Família e esculacha os hipócritas que foram contra o programa
Hipocrisia da mídia: Dono da Globo também estava em jantar de Lula com Odebrecht
Franklin Martins: “Se Lula não tivesse sido eleito em 2002, o Brasil tinha explodido.”
Dilma chamou golpistas pra briga. Vão encarar?
Um grupo de criminosos, chefiado por um advogado, pede a morte de Lula no Facebook
A cobra vai fumar: Lula entra com queixa-crime contra o Ronaldo Caiado
Crise grega: Sardenberg merece ganhar o prêmio IgNobel de Economia
Lula: Quem quebrou o país foram os governos tucanos
Vídeo: Não somos nazistas!
A fortuna de Lula e os setores masoquistas da classe média brasileira
#OsAntiPira: Relação completa de prêmios recebidos por Lula após deixar a Presidência
Lula defende a Petrobras e convoca petroleiros a preservar maior empresa do Brasil
Ecce homo ou esse é o cara
Habeas corpus: Ombudsman da Folha esculacha a Folha
Instituto Lula à Época: É a última vez que perderemos tempo. Agora terá o mesmo tratamento de Veja
Financial Times: O patrimônio de Lula
Após mentiras divulgadas, Financial Times precisará pedir desculpas ao ex-presidente Lula
Diretor de Veja revela “acordo” com Valério e farsa contra Lula
Forbes publica texto ridicularizando coxinhas anti-Lula
Descobriram a pólvora: Lula não está entre os bilionários da Forbes
Em sua capa, Veja desenha golpe contra Lula e Dilma
Quem vai dar o golpe no Brasil?
Novas denúncias ferem a credibilidade da Ação Penal 470 e da mídia conservadora
Veja confessa: Não há entrevista
Advogado de Valério nega entrevista de seu cliente à Veja
Instituto Lula: “Se Lula quisesse falar com a Folha de S.Paulo, falaria com a Folha de S.Paulo.”
Na ânsia de atingir Lula, Folha esqueceu de ler o hilário habeas corpus que ataca Moro
Luciano Martins Costa: A “barriga” intencional da Folha
Hildegard Angel: Lula, o que você faria se só lhe restasse um dia?
Histeria contra Lula expõe baixarias de Caiado
Janio de Freitas: O que Lula mostrou? Que ele está se movendo e chamando para mudar
Instituto Lula: “A Folha passou agora de qualquer limite.”
Habeas corpus: Folha espalha notícia falsa e depois, singelamente, diz “erramos”
Autor de habeas corpus em favor de Lula tem mais de 140 ações no STF
Para Dalmo Dallari, direita “intolerante, vingativa e feroz” quer atingir Lula
Prender Lula? Terão esta coragem?
Em nota, senadores do PT denunciam “sórdida campanha” contra Lula
É hora de reagir em defesa de Lula
A criminalização da diplomacia comercial brasileira
Quem quer prender Lula?
Odebrecht descarta delação e faz manifesto
Agora é Lula quem está na mira de Sérgio Moro
A ficha suja dos defensores do impeachment de Dilma
O tamanho do ódio por Lula, Dilma e PT
Não sobrou pedra sobre pedra: A resposta de Lula à Época
Diego Escosteguy é o Kim Kataguiri do jornalismo
Espumando, FHC adverte os golpistas divididos: “O alvo é Lula”.
O terceirizado que jogou o Ministério Público no show bizz
MPF arrasa revista Época: Não há provas contra Lula
Denúncia da revista Época contra Lula mancha Ministério Público Federal
A prova da mentira de Época contra Lula
Lula deu uma surra no panelaço
Mujica, O Globo e o “chupa petralhas!”
Tremei, paneleiros. Lula está de volta às ruas!
Revista Época questiona Lula por contrato do governo de FHC
“Confissão” de Lula a Mujica é mais um crime de imprensa
Depois de Dilma, Lula novamente
Época não consegue inovar e repete a farsa
Mujica deveria aceitar o convite sem-noção de Caiado para falar no Brasil
Carta aberta a Mujica: “Perdão pela mídia canalha brasileira, dom Pepe.”
Réquiem para o jornalismo
Lula é odiado porque deveria ter dado errado
Corra, Lula, corra
Como funciona a fábrica de infâmias contra Lula na internet
Lula ironiza pastores evangélicos em palestra: “Jogam a culpa em cima do diabo.”
Vai pro pau: Lula topa a polêmica que FHC pediu na tevê
Chico Buarque: “O alvo não é a Dilma, mas o Lula.”
Na Itália, Lula fala sobre importância do combate à fome
Histórico plano de investimento prevê R$198,4 bilhões para promover crescimento no Brasil
Mentiras e omissões sobre o pacote de concessões
Sorry, coxinhas! Lula é aplaudido na ONU
Lula recebe homenagem da Prefeitura de Roma
Paulo Moreira Leite: Apesar do massacre, memória de Lula persiste
Doações: com Lula é “imoral”, com FHC é “cultural”. A hipocrisia da mídia e o sapato do Brizola
Líder do Retardados Online quer “pegar Lula” na Bahia
Lula se antecipa a nova armação da Veja
Lula: “O PT continuará vivo enquanto os trabalhadores sonharem com uma vida melhor.”
Por que o MCCE parou de fazer ranking da corrupção por partido?
1994-2014: A inflação dos períodos FHC e Lula/Dilma
Lula mostrou o Darf. Quem falta mostrar?
Manchetômetro: Noticiário das Organizações Globo massacra Dilma
Gilmar Mendes suspende decreto de Lula que dava posse de terras aos índios Guarani-Kaiowá
IDH: Comparação entre os governos do PT e PSDB
Salário mínimo: As diferenças entre os governos FHC e Lula/Dilma
Era Lula cria mais empregos que FHC, Itamar, Collor e Sarney juntos
Desigualdade caiu 1,89 com FHC e 9,22 com Lula
Inflação anual de Dilma é próxima à do Lula e inferior à de FHC

Bolsa Família garante escola a 17 milhões de crianças, mas ainda é alvo de preconceitos

03/08/2015
Tereza_Campello06

Tereza Campello disse que o valor máximo do Bolsa Família, de R$170,00, não é suficiente para justificar alguém deixar de trabalhar. Foto: Wilson Dias / Agência Brasil.

Via Blog do Planalto em 28/7/2015

Garantir que 17 milhões de crianças pobres que, provavelmente, estariam no trabalho infantil estejam hoje na escola. Essa é uma das vitórias que o Bolsa Família permitiu ao Brasil alcançar nos últimos anos, disse a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Mesmo assim, o programa continua sendo alvo de críticas preconceituosas e descabidas, acrescentou.

“Ao contrário do que todo mundo imagina, o Bolsa Família é uma política que complementa a renda das famílias. São R$170,00 o máximo que uma família pode receber, independente de número de filhos ou qualquer coisa, garantindo que essa família tenha um pequeno alívio da sua pobreza. Isso não justificaria alguém deixar de trabalhar para ganhar R$170,00, como as pessoas falam. Isso é fruto de desconhecimento”, enfatizou.

A ministra fez essa afirmação no lançamento do Dialoga Brasil – nova plataforma de participação social do governo federal, lançado na terça-feira, dia 28/7, pela presidenta Dilma Rousseff. Na ocasião, Campello demostrou que vários comentários sobre o Bolsa Família são inverídicos. E ainda destacou outra conquista fundamental para o desenvolvimento do País, que também atribuiu ao maior programa de transferência de renda do mundo: só na última década, o Brasil conseguiu reduzir em 60% a mortalidade infantil nas famílias pobres do País.

“Esses são alguns dos números que permitem a gente dizer que vale a pena gastar 0,5% do PIB, ou seja, uma política barata que garante o alívio à pobreza das famílias, mas que garante, acima de tudo, saúde e educação. E garante que essas famílias se articulem com um conjunto de outras políticas públicas estruturais. Tem gente que diz ‘eu sou a favor do Bolsa Família, mas não pode ser só isso’. Por isso eu digo, não é só isso. […] O alívio à pobreza é uma das ações do Bolsa Família, mas não é o principal”, enfatizou a ministra, ao citar a interlocução do programa com uma série de outras políticas públicas como Pronatec, a formalização de meio milhão de microempreendedores provenientes do Bolsa Família e o acesso à escola em tempo integral.

Tereza Campello ressaltou que, apesar do sucesso do programa, muitos desses resultados continuam desconhecidos da maioria da população brasileira. E convidou os cidadãos para acessar a página do Bolsa Família, no site do Dialoga Brasil, e conferir um pouco desses números.

Leia também:
Exemplo internacional de inclusão social, Bolsa Família é apresentado na Suíça
Governo federal gasta mais com a aposentadoria dos milicos do que com o Bolsa Família
Bolsa Família vence Prêmio Issa, o Nobel social
Bolsa Família é modelo para programa que atende 5 mil famílias em Nova Iorque
Mídia golpista: Jornal Nacional omite prêmio importante do Bolsa Família
Bolsa Família foi decisivo para reduzir a pobreza e custo muito pouco
O Bolsa Família está sendo copiado no mundo inteiro
Mitos tucanos: FHC é o pai do Bolsa Família?
“Mundo pode aprender com experiência do SUS”, diz jornal britânico
Programa Mais Médicos, o Bolsa Família da saúde
Lula defende o Bolsa Família e esculacha os hipócritas que foram contra o programa
Por que o PSDB, agora, é a favor do Bolsa Família
Sonegação no Brasil é 20 vezes maior que gasto com Bolsa Família
As filhas de servidores ficam “solteiras” para ter direito à pensão do Estado
Maitê Proença pede que o machismo “salve o país de Dilma”
O elitismo de Maitê contra Dilma
Maitê quer se livrar de Dilma, mas não dos R$13 mil que embolsa da Previdência
Bolsa Dondoca consome R$4 bilhões por ano dos cofres públicos


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.640 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: